Tag Archive | "upcyling"

BRFoods-Arrow-High-Res1

Tags: , ,

Perdigão troca embalagens por ingressos e garante a sua reciclagem

Postado em 12 outubro 2011 por Elisa Quartim

A Brasil Foods (BRF), uma das maiores empresas de alimentos do mundo, em parceria com a Maurício de Sousa Produções e a empresa de coleta de resíduos TerraCycle, está lançando uma promoção de cunhos ambiental e social.

Para engajar os seus consumidores em suas ações socioambientais, a marca decidiu explorar a sua parceria com a empresa de coleta de resíduos TerraCycle e desenvolveu, juntamente com a Maurício de Sousa Produções, uma promoção com os produtos da linha da Turma da Mônica Perdigão.

Para participar, basta comprar duas unidades dos produtos da linha Turma da Mônica Perdigão e trocar as embalagens por um ingresso infantil para o espetáculo “Turma da Mônica no Mundo do Circo”. Para mais detalhes sobre a promoção, acesse o site www.perdigaonocirco.com.br.

As embalagens coletadas serão enviadas para a TerraCycle e o que antes era resíduo, será reutilizado e transformado em matéria prima para produtos reciclados. Essa prática aumenta o ciclo de vida dos produtos e diminue a necessidade de extração de matérias primas e recursos naturais do meio ambiente.

Em geral, embalagens de produtos congelados são difíceis de reciclar, por serem multimateriais. Isso é necessário para proteger o produto da umidade presente nos congeladores. A TerraCycle tem cada vez mais se especializado em reaproveitar embalagens de difícil reciclagem, prolongando o seu ciclo de vida.

Desde de Outubro de 2010, a BRF voltou sua atenção para o descarte de suas embalagens, inaugurando a Brigada Perdigão através da parceria com a TerraCycle, que recebe embalagens de produtos congelados e potes de margarina enviados pelos próprios consumidores, através dos Times de Coleta. Com o descarte correto dos resíduos, os participantes arrecadam R$0,02 por embalagem e o valor acumulado é enviado para uma entidade sem fins lucrativos escolhida pelo Time de Coleta. Ou seja, a solução desenvolvida pela TerraCycle e pela BRF vai além dos esforços em prol do meio ambiente e extende-se para o campo social.

Na promoção desenvolvida com a Maurício de Souza Produções, o valor total arrecadado com as embalagens coletadas e trocadas por ingressos para o espetáculo da Turma da Mônica, será destinado para o time de coleta dos colaboradores da BRF em Nova Mutum (MT), que consequentemente ajudará a APAE local.

Fonte:

www.perdigaonocirco.com.br

http://www.brasilfoods.com

http:// www.terracycle.com.br

Comentários (2)

lixiki bolsa praia bolso

Tags:

Produtos feitos com resíduos na Craft Design

Postado em 14 março 2011 por Elisa Quartim

Até o dia 15 de março acontece a 18° Craft Design em Sçao Paulo. Ela é uma feira de negócios que apresenta tendências na área de decoração, design e arte. Direcionada a lojistas, fabricantes, arquitetos, decoradores e profissionais do setor em geral, a Feira promove, semestralmente, a integração tanto de novos talentos, quanto de designers consagrados, com o setor produtivo e seus canais de distribuição.

Estive lá e encontrei vários produtos interessantes feitos com embalagens e outros resíduos. Tem vários produtos interessantes e criativos, mas aqui vou mostrar apenas uma pequena amostra do que vi e que usa o resíduo como matéria prima.

Ana Moraes

Ana Moraes é artista plástica e faz as coisas mais lindas com arames, embalagens de lata e outros materiais reciclados. As peças sempre vêm enfeitadas com botões, restos de tecido e continhas.

Tudo muito delicado e lúdico. Dá vontade de ficar olhando um tempão os detalhes.

Kazari

A KAZARI é uma empresa que elabora projetos de interiores residenciais, comerciais, e na criação de peças decorativas. Eles utilizam materiais com garrafas de PET e vidro. Com um acabamento profissional e de qualidade. Design arrojado, criatividade e sofisticação, são princípios que se encaixam na filosofia da KAZARI.

Acima garrafa de vidro reciclada, pintadas manualmente, com aplicações de contas de acrílico e laço de cetim colorido.
Usada como peça decorativa, ou vaso.
Acima flores feitas do fundo e da parte lisa da garrafa PET, em fios encerados e contas de acrílico. Corrente e argola de metal.

Reciclanto

A Reciclanto é uma empresa que tem como foco divulgar art-design baseado na renovação e no consumo consciente. Na confecção de seus produtos eles reaproveitam materiais que seriam descartados e geram renda envolvendo a comunidade de Florianópolis.

Acima sacolas feitas com embalagens de café utilizadas em cafeterias.

http://reciclanto.blogspot.com

Design Possível

O Design Possível é um projeto desenvolvimento social que conta com a participação de estudantes, profissionais, ONGs e empresas. Com estrutura orgânica se transforma e se atualiza com grande velocidade, buscando com isso adequar-se as necessidade encontradas e auxiliar no processo de construção de uma sociedade melhor… .

A missão do Design Possível é: Promover, estimular, discutir, estudar e aplicar o design transformando a sociedade em sustentável, equilibrada e justa.

É um projeto que ainda vai crescer muito e tem grande importância para o design sustentável brasileiro.

Acima sacola feita com banner utilizada para propaganda nos pontos de venda.

http://www.designpossivel.org/

Oficina de Artes Boracea

A Oficina de Artes Boracea começou a partir do programa de geração de renda da Prefeitura Municipal de São Paulo, denominada Operação Trabalho. Coordenado pela arquiteta e designer Adriana Yazbek, tinha como objetivo formar oficineiros a partir dos usuários do albergue Projeto Oficina Boracea.

O projeto teve a duração de seis meses. Eles começaram a desenvolver painéis, mandalas, cestos, jogos americanos, colares, etc. A matéria prima principal utilizada é o jornal tingido.

Eles também aceitam encomenda, dando a opção de escolher a cor ou de impermeabilizar algum produto.

Acima painel feito com jornal.

Acima cesto feito com jornal.

http://www.oficinadeartesboracea.com.br/

Lixiki

A LIXIKI une o conceito da reutilização de material de descarte e de desenvolvimento social, tendo seu processo produtivo realizado em comunidades. Ótimo acabamento com soluções bem criativas.

Acima porta lápis feito com disco de vinil termo-deformado

Acima bolsa de praia com bolso externo feita com banner.

http://www.lixiki.com.br/

Comentários (0)

cn_carnaval4

Tags: ,

Esculturas de Carnaval com embalagens

Postado em 01 março 2011 por Elisa Quartim

Já é tradição o Condomínio Conjunto Nacional decorar o seu saguão no Natal com esculturas feitas com embalagens e outros materiais descartados dentro do condomínio. Dessa vez eles preparam um especial para o carnaval. Junto com a Cooperaacs e o cenógrafo e Diretor de Arte Silvio Galvão, eles fizeram uma homenagem ao Carnaval e criaram esculturas feitas com materiais recicláveis. Elas representam um casal de mestre-sala e porta-bandeira de uma escola de samba.

Buscando incentivar o envolvimento das pessoas que todos os dias transitam pela Avenida Paulista, durante dois meses, o edifício realizou uma campanha de arrecadação de pequenos objetos, como canetas, chaves e bijuterias, que foram utilizados para a confecção das esculturas.

As obras têm 3 metros de altura, e pesam cerca de 150 quilos. Para a realização das esculturas, foram feitos estudos e pesquisas de materiais para atingir o efeito ‘hiper-realista’ das peças. O projeto, executado em 20 dias, gerou trabalho para cerca de 50 pessoas.

As roupas, bordados e adereços, feitos com materiais reciclados e reutilizados, foram executados pela Cooperaacs (Cooperativa Social de Trabalho e Produção de Arte Alternativa e Coleta Seletiva) sob orientação do Mestre Artesão Sandro Rodrigues.

Materiais utilizados

Mãos e rosto
Acabamento em resinas diversas

Corpo
Técnica de empapelamento

Pluma preta
800 garrafas de PET

Babado da saia
1200 garrafas PET

Pena de rabo de galo
3000 garrafas PET

Adereços
Chave, faca e metais diversos

Bordados das roupas
250 CDs
600 canetas
400 fundos de latas de alumínio
2300 lacres de latas de alumínio

Fonte:

http://www.ccn.com.br/

http://www.cooperaacs.org.br

http//www.silviogalvao.com.br

Comentários (1)

bottle-slice_03

Tags: , , ,

Recycling, Downcycling e Upcycling

Postado em 17 fevereiro 2011 por Elisa Quartim

A Reciclagem (recycling) na sua definição mais exata, é a recuperação de um material ou produto para que possa ser reutilizado em um outro produto sem perder as suas características técnicas. O material é recuperado e se torna matéria prima para o mesmo produto do qual era feito originalmente.

Um exemplo é a garrafa de vidro, que pode ser derretida, e virar outra garrafa novamente. No caso dos plásticos, com a resina PET, ele pode ser reciclada em outra garrafa plástica ou algo de mesmo valor. Isso também acontece com as latas de alumínio.

Porém muitos materiais não podem ser reutilizados para se fabricar o produto original, por perderem suas propriedades técnicas.

Downcycling

Downcycling é o processo de recuperação de um material para reuso em um produto com menor valor, ou seja, a integridade do material é de certa forma comprometida com o processo de recuperação.

Algumas resinas plásticas, como a PEAD, usadas como matéria-prima de embalagens primárias, de leite, iogurte e sucos não podem ser verdadeiramente recicladas. O resultado de sua recuperação não pode ser usada novamente como embalagens de produtos alimentícios. Inclusive está na legislação da Anvisa. Estas resinas são transformadas em coisas como mesas, cadeiras, lixeiras e requerem tratamento extra em termos de energia e dos produtos químicos que compõem as resinas.

Outro exemplo de material que não pode ser reciclado e sim downcycled é o papel. O papel para escrita de boa qualidade não pode ser reciclado em papel do mesmo tipo, com as mesmas características, ele é então downcycled em papéis para fotocópia, papel cartão e papel higiênico.

Upcycling

Upcycling é um processo de recuperação que converte os resíduos muitas vezes desperdiçados em novos materiais ou produtos com melhor qualidade e valor ambiental.

Um exemplo bem conhecido é a utilização de lona de caminhões usadas na fabricação de roupas, bolsas, chapéus, bonés e outros artigos com alto valor agregado. Ou o uso de resíduos para o artesanato ou design de novos produtos.

Reciclar ou não reciclar?

A palavra reciclagem acaba sendo usada em todos esses processos, até mesmo para poder simplificar para um leigo, mas na hora da escolha do material para a fabricação da embalagem, ou mesmo no nosso dia a dia, no nosso consumo, é importante entender essas diferenças e usá-las como critério de escolha.

É importante lembrar que a reciclagem pode requerer muita energia em seu processo produzindo artigos com menor valor ambiental. E não podemos justificar o consumo exagerado de produtos só porque as embalagens são “recicláveis”.

Pense sempre nos “3Rs” na seguinte ordem: reduzir, reusar e reciclar.

Comentários (2)

Natal_pãoacucar2010_1

Tags: , , , ,

Decoração pública de Natal com embalagens

Postado em 23 dezembro 2010 por Elisa Quartim

Chega o final de ano e todos se preparam para esse momento especial decorando com capricho e embelezando a cidade.

O que mudou nos últimos tempos é que as decorações começaram a aproveitar embalagens que seriam jogadas fora para uma segunda função muito mais alegre. Optando por uma decoração feita com material reciclável incentiva toda uma cadeia envolvida no processo e vários grupos de pessoas.

O material

Para adquirir o material necessário é preciso envolver cooperativas ou pessoas que já estejam trabalhando no processo de seleção de material. Adquirindo esse material você acaba ajudando várias famílias que vivem desse trabalho.

Outra opção é envolver vizinhos e amigos durante um tempo antes, para que separem esse material e contribuam para a decoração. Uma boa forma de iniciar a educação ambiental em uma pequena comunidade.

Projetando a decoração

Envolva artistas locais, conhecidos e desconhecidos, que tenham habilidade com esse tipo de material. Façam um bom planejamento prevendo a quantidade de material que será necessária.

Produção

Contrate pessoas da comunidade, ou mesmo as que estejam ligadas à cooperativa. Pode ser uma boa forma de desenvolver habilidades e transformar em novas formas de trabalho. O treinamento pode ser dado pelos mais experientes ou pelos artistas que desenvolveram a decoração.

Envolva a comunidade na produção da decoração. Acaba unindo as pessoas e dá continuidade ao processo de educação ambiental que se iniciou na seleção do material.

Comunicação

Divulgue a decoração na imprensa e nas mídias digitais, para que outras pessoas e cidades se inspirem na sua decoração. Mostre o processo e se possível coloque um passo a passo.

Vejam abaixo alguns exemplos:

Árvore com garrafa PET em Haifa – Israel

A designer Hadas Itzcovitch e seu pai o artista Ernest Itzcovitch, criaram em Haifa, nordeste de Israel, uma árvore de natal feita com garrafas PET.

Ernest e Hadas Itzcovitch usaram 5480 garrafas de plástico para construir a árvore. As luzes são de lâmpadas LED que economizam muito mais energia. Eles esperam que ela desperte as pessoas para as questões ambientais e de reciclagem.

Vejam o vídeo com o depoimento da designer:

Fonte:

http://allinpackaging.eu/

Conjunto Nacional – São Paulo

Todo ano, desde 2001, o prédio do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, região central da capital paulista, se enfeita para o Natal com o material reciclável recolhido no condomínio.

Esse ano forma usados 7.000 CDs velhos, 24 mil garrafas PET e 24 mil embalagens plásticas, que foram reutilizados e transformados em adereços natalinos.

Na galeria, que fica na parte interna do edifício, o presépio montado é assinado pelo cenógrafo e diretor de arte Silvio Galvão, que, há dez anos, produz a decoração natalina do prédio. Ele ocupa uma área de aproximadamente 40 metros quadrados.

O projeto, executado em 180 dias, gerou trabalho para cerca de cem pessoas, desde criadores e mestres artesãos, até catadores das cooperativas.

Só na decoração da fachada, que é composta por 12 taças de 5 metros de altura, foram usadas cerca de 21 mil embalagens PET. O trabalho foi confeccionado pela Cooperativa Social de Trabalho e Produção de Arte Alternativa e Coleta Seletiva (Cooperaacs), com orientação do artesão Sandro Rodrigues. O material foi recolhido por meio do Programa de Coleta Seletiva, que funciona no subsolo do prédio desde 1992.

Fonte:

http://www.natalnacional.com.br/

Rede de supermercados Pão de Açúcar

Doze lojas da rede Pão de Açúcar terão, no Natal deste ano, enfeites – flores, mandalas, anjos e árvores natalinas – feitos a partir de garrafas PET e latas de óleo recicladas. Dez delas ficam na capital paulista e duas no interior do Estado (em Indaiatuba e Campinas).

No total, foram usados 90 mil garrafas e latas de óleo para criar 184 peças. A produção dos objetos foi feita por 22 pessoas, além do artista plástico Ivo Dantas.


Depois do Natal, os enfeites serão recolhidos por cooperativas e enviados para reciclagem.

Nas lojas da rede que ficaram fora do projeto, parte dos enfeites das árvores será de material reciclado, feitos pelos próprios funcionários, que receberam treinamento para desenvolver essa ação.

Vejam um vídeo do projeto:

Fonte:

http://www.guiadaembalagem.com.br/

Comentários (3)

maisqumaonda2

Tags: , , , , ,

Mais que uma onda – Embalagens feitas com caixas de papelão

Postado em 30 setembro 2010 por Elisa Quartim

As embalagens “mais que uma onda” foi o resultado de uma atividade de extensão da PUC Goiás, através da Coordenação de Arte e Cultura e do Programa de Incubadora Social, junto à Cooperativa de Reciclagem de Lixo (Cooprec), de Goiânia. Coordenado pela professora de Design, Edith Lotufo, tendo a colaboração dos designers Leandro Antonio de Oliveira e João Paulo Alves, além de alunos do curso.

Esse projeto reaproveita caixas de papelão para o desenvolvimento de brindes, módulos para expositores e mobiliário de eventos, entre outros. Os produtos apresentam maior resistência e durabilidade devido à espessura generosa das paredes dos objetos e ao tipo de acabamento de cantos arredondados. Encaixes geram peças de diversos usos e tamanhos com total aproveitamento do material empregado.

Desde 2006 o conjunto de embalagens “mais que uma onda” está sendo produzido no Núcleo Artesanal de Reciclagem da Cooprec “Arte Conquista”, coordenado por Maria Neonice de Oliveira.

Nos últimos anos o grupo da Arte Conquista realizou um grande número de encomendas entre elas para eventos da PUC, o Ministério Público de Goiás e diversas empresas de Goiânia e São Paulo. Em 2007 o projeto recebeu o Prêmio Planeta Casa na categoria Ação Social e teve agora o reconhecimento do projeto de design pelo uso consequente dos materiais, do processo de fabricação e quanto à sustentabilidade da proposta. E esse ano foi um dos selecionados para a Bienal Brasileira de Design.

Fonte:

http://www.arteconquistadesign.blogspot.com

http://www.bienalbrasileiradedesign.com.br/bienal2010/

Arte Conquista
Maria Neonice de O. Silva
mneonice [arroba] gmail [ponto] com

Comentários (6)

Miho-Embalagem_catálogo

Tags: , , , ,

MIHO – Embalagem de vestido feito com garrafa

Postado em 21 setembro 2010 por Elisa Quartim

A MIHO é um escritório de design que atua nas áreas de gráfico, produto e de moda. Trabalha conjugando estes serviços ao conceito de design consciente. Além de prestar serviços de design para outras empresas, eles também desenvolvem seus próprios produtos.
Todos os produtos e serviços da MIHO priorizam o uso de matérias primas sustentáveis.

O conceito das embalagens envolve  informar ao cliente sobre todas as etapas da produção e todo o material utilizado: da embalagem à malha:

As garrafas utilizadas na produção das embalagens são recolhidas diretamente após o uso pelos próprios fornecedores (buffets e adegas). Este vidro é recolhido e levado ao parceiro instituto Kairós, que faz a limpeza e o corte dos anéis.

A folha de fibra de bananeira e sua viscose são produzidas no instituto Kairós. Seu processo de produção é 100% artesanal, desde a colheita das folhas em cultura até o seu cozimento e secura ao sol.

Fabricado pela empresa Menegotti, a malha utilizada nas roupas (linha Ecologic) é 100% de algodão orgânico e seu tingimento é feito por pigmentos naturais, como a clorofila, imbuía, cebola, ipê roxo e cedro rosa dentre outros.

A tinta utilizada nas estampas é produzida industrialmente, constitui-se de pigmento orgânico e fixador químico.

O catálogo manteve o conceito. Produzido pela empresa Sulamericana com papel Silprint 120g/m 100% reciclado.

Fonte:

http://www.miho.com.br/

Comentários (1)

coleçãoQuattor

Tags: , ,

Livro – Coleção Quattor Embalagem

Postado em 11 agosto 2010 por Elisa Quartim

Em uma parceria com a Editora Blucher, a Quattor (hoje Braskem) oferece ao mercado de embalagens a primeira coleção de livros técnicos em língua portuguesa impressa em papel sintético BOPP (plástico). A Coleção Quattor Embalagem é uma co-edição composta por cinco livros e traz temas interessantes, traduzidos de originais da Pira International: Embalagens Flexíveis, Nanotecnologia em Embalagens, Materiais para Embalagens, Estudo de Embalagens para o Varejo e Estratégias de Design para Embalagens. A tradução foi feita por engenheiros e professores, e a revisão técnica, por profissionais da Quattor.

Produzidos 100% em VITOPAPER, o papel sintético da Vitopel. O papel sintético BOPP é um polipropileno biorientado que sofre estiramento nos dois sentidos, garantindo assim algumas características necessárias para seu uso como suporte de impressão.  Ele é constituído de plásticos reciclados pós-consumo, além de filme de polipropileno (BOPP) da Quattor.

Vejam o vídeo falando sobre o papel plástico:

Ficha Técnica

Coleção Quattor Embalagem – 5 volumes

 

Fonte:

http://www.quattor.com.br/

http://www.blucher.com.br/

http://www.vitopel.com/vitopel/Vitopaper/

Comentários (2)

prbottle4

Tags: ,

Camisa da seleção brasileira em garrafa PET

Postado em 16 março 2010 por Elisa Quartim

Para divulgar a nova camisa da seleção brasileira, a Nike criou um press kit que divulga o grande diferencial da camisa esse ano. A camisa tem em sua composição em média 8 garrafas plásticas. A camisa veio embalada dentro da garrafa.

Para retirar a camisa da garrafa eles criaram um sistema com um puxador no rótulo que esconde a divisão da garrafa, separando em 2 partes.

Junto com o kit veio também um mini pen drive com o press releases e fotos em alta resolução das coleções recém-lançadas.

O exemplo da camisa da seleção veio para provar a importância da reciclagem de garrafas para serem usadas em tecidos. Sua qualidade permite até serem usadas em camisas com necessidades específicas como as camisas de jogadores de futebol, que precisam ser leves e absorver bem o suor.

Fonte: http://www.notcot.com/archives/2010/03/nike_jersey_in_a_plastic_bottl.php

Comentários (4)

TOPMAXb

Tags: , ,

Sabão TopMax – Projeto End-to-End

Postado em 24 janeiro 2010 por Elisa Quartim


Este projeto teve como base o desenvolvimento de um produto novo focando na reutilização de resíduos de óleo de cozinha coletados por clientes, funcionários e parceiros para a produção de um sabão mais sustentável e com melhor custo para o cliente. Os ganhos são:

  • Conscientização e engajamento de clientes, funcionários e parceiros para a separação e destinação correta de resíduos de óleo de cozinha;
  • Criação de um processo de logística reversa para os resíduos de óleo de cozinha coletados nas lojas participantes;
  • Utilização de 20% de óleo de cozinha reciclado para a fabricação do produto;
  • Aumento na disponibilidade de pontos de coleta de resíduos de óleo vegetal nas lojas Walmart;
  • Oferecimento de um produto mais sustentável e com preço 20% menor para o consumidor.

Esse projeto não apresentou nenhuma melhoria em embalagem, apesar de todas as outras empresas do Projeto End-to-Endo do Walmart terem se preocupado com isso. Estranho pois o produto deles deveria ser referência em embalagem. Além de não ter tido nenhuma melhoria para a sustentabilidade na embalagem, o design gráfico é horrível e confuso. Eles ainda tem muito trabalho pela frente.

Vejam o video de apresentação:

Fonte:
http://www.walmartbrasil.com.br/imprensa/releases_interna.aspx?id=1035

Comentários (0)

Advertise Here

Assine

Insira seu endereço de email nos campos abaixo:
Newsletter Embalagem Sustentável

 
Receba atualizações do site via FeedBurner

Grupo EmbalagemSustentavel
Nossa lista de discussão no Yahoo!
* Embalagem Sustentável é contra spam

Veja também