Tag Archive | "Design"

Urna Bios1

Tags: , ,

Embalagens ao longo da vida

Postado em 14 fevereiro 2013 por Elisa Quartim

Qual foi a embalagem que nos trouxe ao mundo?

Quais embalagens usamos para nos proteger e transportar?

Qual embalagem nos leva embora?

 

Considerando que uma embalagem é toda envoltura que armazena algo temporariamente e tem a função de transporte, armazenamento, manipulação, proteção, e de transmitir informações sobre o seu conteúdo, podemos ampliar muito o que consideramos embalagem e nos colocar na posição de “produto”.

Logo nos nossos primeiros dias de vida, permanecemos na barriga de nossa mãe durante mais ou menos nove meses. Embalagem que a natureza tão perfeitamente desenvolveu que nos protege e transporta, e ainda podemos usar a nossa mãe para comunicar nosso desconforto dando pequenos chutes ou nos movimentando.

gravidez

 

Depois que nascemos, logo sentimos falta do calorzinho da barriga e precisamos de roupas para nos proteger do frio.

Além de proteger, a  roupa transmite informações sobre a nossa personalidade e pode até informar qual é a nossa profissão. Algumas podem aguentar desde o fogo até temperaturas abaixo de zero.

roupa

 

E no final, quando o nosso corpo atinge o máximo de sua validade, precisamos de algo que nos transporte e dê um fim a matéria que sobrou. Nos tornamos um resíduo sólido e junto todas as conseqüências de quando não é bem feita a nossa disposição final. Como qualquer resíduo orgânico o nosso corpo se decompõe e produzindo o chorume e gás metano.

Um cadáver médio, por exemplo, pode produzir entre 30 e 40 litros de chorume, ou necrochorume, que pode ser ainda mais nocivo. Ele resulta da mistura de água, sais minerais e substâncias tóxicas como a putrescina e a cadaverina, podendo contamidar o solo e o lençol freático. Os cemitérios deveriam ter o mesmo tipo de construção que os aterros sanitários, com uma camada impermeabilizante, mas não é essa a realidade. Sem falar os resíduos do caixão (ainda não ouvi falar em caixão reutilizável).

Para que opta por esse fim, alguns designers pensaram em opções de embalagens para o enterro.

Uma dessas opções foi desenvolvida pelo designer espanhol Hazel Selina. O Ecopod é feito com folhas de amoreira e papel reciclado compressado (principalmente jornais usados) disponível em diversas cores.

Ecopods1

Tem ainda a opção escolhida pelo inglês Keith Floyd que encomendou um caixão feito com cascas de banana. Vejam a história dele aqui.

caixao palha

Para quem optar por ser cremado, apesar de gerar menos resíduo, acaba também impactando o meio ambiente. Cada cremação libera entre 200 kg e 400 kg de gases do efeito estufa na atmosfera, o equivalente a uma ida e volta de carro entre Rio e São Paulo e e consome cerca de 45 quilos de GPL (gás de cozinha). A cremação é responsável pela emissão de mercúrio, poluição que termina no ar e nos mares, segundo a organização The Natural Death Centre.
Os mesmos fabricantes do Ecopod também pensaram em uma solução de embalagem para isso, a urna ARKA Acorn Urn, onde elas também são desenvolvidas em várias cores e com papel reciclado.

Urna ARKA Acorn Urn

 

Já os designers espanhóis Martín Azúa e Gerard Moliné criaram a Urna Bios, uma pequena caixa em forma de cone que pode abrigar cinzas humanas e, quando enterrada, dá inicio a uma outra vida pois dentro dela há uma semente de planta, escolhida pelo freguês antes de morrer, que poucos dias depois de enterrada, começa a germinar e a crescer, marcando claramente o novo lugar que o antigo corpo ocupa na terra. De acordo com o site de Azúa, “a Urna Bios reintegra o homem ao ciclo de vida natural”.

Para não prejudicar o solo, a Urna Bios é feita com casca de coco, celulose e turfa – um material de origem vegetal – e pode se desintegrar na natureza sem impactá-la.

 

Urna Bios1

 

Assim como as embalagens dos produtos que consumimos no nosso dia a dia, pouco paramos para pensar nas embalagens que nos protegem. Ainda bem que já estão pensando nisso.
Fontes:

http://planetasustentavel.abril.com.br/blog/blog-da-redacao/urna-biodegradavel-enterra-as-cinzas-de-morto-e-germina-uma-arvore/

http://super.abril.com.br/blogs/planeta/um-crime-depois-de-morto/

http://www.nopatio.com.br/ecofriendly/caixoes-biodegradaveis-feitos-de-jornal/

http://www.ecopod.co.uk/

http://www.institutodeengenharia.org.br/site/noticias/exibe/id_sessao/4/id_noticia/6364/Funeral-verde-ganha-adeptos-no-Reino-Unido

http://www.martinazua.com/cas/cas/urna-bios/

 

Comentários (0)

BrickCap, tampinha que vira brinquedo de montar

Tags: ,

BrickCap, tampinha que vira brinquedo de montar

Postado em 04 fevereiro 2013 por Elisa Quartim

Tampinha que vira brinquedo de montar

BrickCap, tampinha que vira brinquedo de montar

 

As embalagens sempre foram ótimas para serem transformadas em brinquedos pelas crianças. Com a imaginação elas são transformadas, e se incorporam ao imaginário das crianças e prolongam o seu ciclo de vida.

A empresa fabricante de embalagens flexíveis Gualapack criou uma tampa que facilita a brincadeira. É a BrickCap, que além de dar segurança e inviolabilidade para produtos alimentícios, ela tem uma segunda função de ser transformada em brinquedo.

O design da tampa permite que ela encaixe em outra tampa podendo ser montada de várias formas, podendo ser constantemente remontada.

Vejam o video do produto abaixo:

 

 

Fonte:

http://www.packagingdigest.com/article/522820-BrickCap_A_packaging_closure_with_a_second_life.php

www.gualapack.com/en

Comentários (2)

coca-cola-bag-saco-01

Tags: ,

Coca Cola em saquinho plástico

Postado em 28 janeiro 2013 por Elisa Quartim

coca-cola-bag-saco-01
Em alguns países da América latina é matido o costume de comprar refrigerantes em embalagens de vidro retornáveis. Mas esta opção de embalagem muitas vezes não é muito prática quando a pessoa quer tomar em movimento ou no caminho para sua casa, além de terem que pagar uma taxa extra para levar o vasilhame.
Para diminuir o custo, em alguns países como em El Salvador, já é tradição dar uma opção de levar a bebida em um saquinho plástico com um canudo, assim não é preciso repassar o preço da embalagem para os clientes.
Partindo dessa ideia, foi feito um video que tem sido compartilhado na internet falando que a coca-cola tinha abraçado essa ideia e feito uma versão de embalagem para a coca-cola mantendo a sua identidade inspirada na clássica garrafa “Mae West”.
Vejam o vídeo:

 

 

Porém após pesquisar o assunto descobri que o video foi desmentido pela Coca-Cola em um comunicado oficial.
Vejam a notícia aqui:
http://www.clubdarwin.net/seccion/packaging/coca-cola-desmiente-lanzamiento-de-formato-en-bolsa-de-plastico

Uma pena, pois a embalagem tinha várias vantagens como usar menos material, ocupar menos espaço, ser uma opção mais barata e já partir de uma cultura local.

O uso e a ergonomia são questionáveis, mas cumpre a função do consumo rápido da bebida.

A embalagem retornável em geral é mais sustentável, pois em tese não gera resíduo, mas dependendo do uso e da forma de descarte, essa opção pode ser mais interessante.

 

Fonte:

http://www.designergh.com.br/2012/07/coca-cola-de-saquinho-e-mais-barata.html

Comentários (1)

flexite

Tags: ,

Flexite substitui embalagem tipo blister por tubo com furo de gancheira.

Postado em 24 julho 2012 por Elisa Quartim

 

A Henkel do Brasil, como parte da Estratégia de Sustentabilidade para 2030, investe em pesquisa e desenvolvimento de novas embalagens. Um dos resultados desta pesquisa é a substituição das soluções convencionais da Linha Flexite, compostas por cartela, blister e tubo.

Com a inovação, o produto passou a ser comercializado apenas com o tubo, que apresenta um furo de gancheira na própria embalagem primária, deixando de utilizar a cartela e o blister. Com isso, a Henkel economiza 1.770.000 litros de água, 88.500 kw/h de energia elétrica e poupa o corte de aproximadamente 1060 eucaliptos por ano.

Por mais de duas décadas, a Henkel, publica seu Relatório de Sustentabilidade juntamente com seu Relatório Anual. Na 21ª edição, a empresa apresenta sua nova Estratégia de Sustentabilidade para 2030. O cerne da nova Estratégia de Sustentabilidade é a meta de alcançar mais com menos e triplicar sua eficiência. Ela se aplica a todos os setores de negócios e a toda a cadeia de valor.

Até 2030, a Henkel visa a utilizar apenas um terço dos insumos atuais para cada euro gerado. Para reduzir sua pegada ecológica e tornar o consumo sustentável possível, a empresa definiu três abordagens principais: produtos, parceiros e pessoas. Por meio de seu comprometimento e conhecimento, os aproximadamente 47 mil colaboradores da Henkel em todo o mundo contribuem para executar a nova estratégia. Indo além do foco de negócio – desenvolver e criar produtos inovadores – a empresa pretende também envolver ainda mais seus clientes e consumidores, bem como seus fornecedores e os usuários finais em seus esforços para estimular a sustentabilidade em toda a cadeia de valor.
Fonte:

http://www.embanews.com/

http://www.henkel.com.br

Comentários (1)

Nomad

Tags: ,

Nomad – Projeto de embalagem para restaurante

Postado em 16 março 2012 por Elisa Quartim

A estudante de design da Ringling College of Art and Design, Tephie Choza, desenvolveu uma embalagem para o delivery do restaurante Nomad. O restaurante tem como base a fusão de duas culinárias, a levantina e chinesa.

 

 

Para o design da embalagem, percebeu-se que as tribos nômades dependem fortemente da natureza para matérias-primas, por isso a embalagem é feita com folhas, um material facilmente encontrado. As folhas podem ser encontrados em quase todo o ambiente, são rapidamente eliminados e são compostáveis.

 

 Sobre o Branding

Na pesquisa para o projeto, percebeu-se que as duas culturas tinham um passado nômade escolhendo casar essas duas culturas e criar um restaurante fiel às formas de estilo de vida nômade.

 

O logo é uma representação simbólica do casamento entre as duas culturas

O menu foi feito a partir de um material de papel, destinado a imitar as qualidades de couro. É uma capa dura com um menu de papel dentro. O papel pode ser facilmente removida e trocado.

Fonte:

http://tephiechoza.co/44851/390690/portfolio/nomad-restaurant-branding

Comentários (1)

HUBESCOLA_cabeça

Tags: , ,

Hub Escola de Verão

Postado em 24 janeiro 2011 por Elisa Quartim

Com objetivo de proporcionar um ambiente inovador para troca de conhecimentos, o Hub São Paulo promove, entre 31 de janeiro e 27 de fevereiro de 2011, a Escola de Verão. Durante quatro semanas, serão realizadas mais de cem atividades, entre eventos, oficinas, desafios coletivos e momentos de reflexão.

Parte de um programa de aprendizado para inovadores sociais, a ação fundamenta-se na premissa de promover troca de saberes em uma rede colaborativa e no princípio de que todos podem aprender e ensinar. Assim, ao compartilhar habilidades e atitudes, os integrantes de uma comunidade global podem criar valor.

São esperados mais de 500 participantes, que poderão trocar informações em sete núcleos temáticos:

  • Envolvimento comunitário
  • Que sustentabilidade é essa?
  • Desenvolvimento humano
  • Empreendedorismo social
  • Gestão e negócios
  • Inovação e tecnologia
  • Artes e cultura

Continuidade do trabalho desenvolvido durante a Escola de Inverno, realizada entre julho e agosto de 2010, a iniciativa integra a proposta de atuação do Hub São Paulo – ecossistema projetado para permitir que as pessoas promovam a mudança que desejam no mundo. Com esse propósito, são disponibilizados espaços e serviços para que os empreendedores sociais possam acessar recursos, realizar conexões, produzir e compartilhar conhecimento.

Vejam a apresentação da Hub Escola de Verão:

Para fazer sua inscrição e consultar mais informações acesse www.hubescola.com.br.

Corredor de aprendizagem

Como durante o evento acontecem várias oficinas, o blog Embalagem Sustentável resolveu fazer uma seleção de sugestões de atividades que se complementam ou que podem interessar os leitores do blog:

Dia 01/02 às 14h00 – Facilitação de Workshop de Inovação e Design Thinking

Dia 07/02 às 19h30 – Play Rethink: o jogo para repensar e inovar produtos de forma sustentável.

Dia 07/02 às 15h00 – Intuir, Imaginar e Criar

Dia 09/02 às 14h30 – Complexidade: obstáculo ou oportunidade? Metadesign.

Dia 13/02 às 10h00 – Facilitação Gráfica Básico

Dia 15/02 às 14h00 – Desvendando a Complexidade: um convite à visão do todo

Dia 18/02 às 14h00 – Experimentando Design Thinking

Dia 19/02
às 09h00 – Eu e as embalagens: reflexões e dinâmicas sobre o consumo, o desenvolvimento e soluções sustentáveis.
às 14h00 – Eu e as embalagens: consumo e suas consequências observadas na Cooperativa de Reciclagem

Dia 20/02

às 10h00 – Facilitação Gráfica Avançado
às 13h30 – Reciclando, reutilizando e criando idéias

Dia 23/02 às 14h00 – Criação de Imagens para Comunicação Sócioambiental: Atraindo os olhos para Transformar Ações

Nos vemos por lá!

Comentários (0)

Damazonia – embalagem em forma de cocar

Tags: , ,

Damazonia – embalagem em forma de cocar

Postado em 24 setembro 2010 por Elisa Quartim

O objetivo das embalagens dos chocolates Damazonia é desenvolver uma embalagem que instigue o consumidor, atraindo sua curiosidade e diferenciação no ponto de venda, seja através da inovação da forma ou por seus saboresdiferenciados feitos com geléias de Frutas Amazônicas.

A cultura indígena está presente nesta embalagem. Foram feitas pesquisas para que as embalagens expressassem a maneira simples e convicta do povo amazônico.

Utiliza papel KRAFT 100% reciclado e é impresso em 2 cores, economizando tinta sem perder na comunicação. Com acabamento simples, a montagem da caixa é rápida e simples, utiliza pouca cola. Seu formato não gera desperdício.

Produto vendido no Brasil e também para exportação.

Fonte:
http://www.ekoara.com.br/
http://www.damazonia.com.br/

Comentários (0)

design_kimberly(3)

Tags: , ,

Neve Naturali – Embalagem compactada

Postado em 25 maio 2010 por Elisa Quartim

O Neve Naturali, exclusivo do Walmart, é feito com fibras de papel reciclado obtidas a partir de aparas selecionadas.

Seus rolos são compactados para caber em uma embalagem menor. Para cada quatro pacotes do papel higiênico Neve convencional, é vendido um do Naturali.

Além disso, foi a primeira indústria de bens de consumo a aderir à campanha do governo “Saco é um Saco”, do Ministério do Meio Ambiente. As embalagens de papel higiênico Neve de 24 e 32 rolos e de Neve® Naturali de 4 e 8 rolos já vem com alça própria, dispensando o uso de sacolas plásticas, além disso, a empresa desenvolve ações para minimizar o uso das sacolas.

O design é da B+G.

Fonte:
http://www.bmaisg.com.br/

http://ciclovivo.wordpress.com/

Comentários (1)

dobem1

Tags: , ,

Suco do bem

Postado em 09 fevereiro 2010 por Elisa Quartim

A do bem é uma empresa do Rio de Janeiro que tem por objetivo fazer um suco parecido com sua uma casa de sucos, tradicionais no Rio. Apenas com frutas frescas, sem água, sem açúcar, conservantes, corantes e colocar em caixinhas legais

Eles conseguiram esse objetivo através de 4 sabores diferentes de qualidade e uma embalagem que onde é destacada a ilustração dos personagens.

Toda a empresa é focada na saúde e no bem. Eles perceberam que não adiantava buscar as melhores frutas frescas do Brasil, se não se responsabilizarem em ajudar a criar um mundo para elas crescerem em paz, longe de eventos climáticos indesejados.

Para a criação das embalagens eles realizaram o Inventário de Emissões de GEE (Gases de Efeito Estufa), o cálculo da pegada de carbono, desde a colheita na Fazenda do Bem até a reciclagem.

Através do inventário eles chegaram a conclusão que as embalagens Tetra Pak seria o melhor caminho.

Eles realizaram o Inventário de Emissãoes de GEE (Gases de Efeito Estufa), a pegada de carbono. Esse inventário foi feito pela Cantor CO2, uma empresa que faz estudos sobre as mudanças no mundo.

A Tetra Pak hoje tem uma política de sustentabilidade que vieram de acordo com as necessidades da empresa. 75% dela é feita de papel de árvires reflorestadas com selo FSC. Ela é 100% reciclável, desde que vá para empresas que tenham equipamento para separar o seu material (plástico, papel e alumínio). Além de seu empilhamento no estoque e no transporte ser muito eficiente.

Para ter uma ideia, 1 caminhão de caixinhas Tetra Pak equivale a 28 caminhões de garrafas de vidro vazias. Ao invés delas vierem prontas eles a recebem abertas e é fechada na fábrica.

O resultado do estudo mostra o quando de gases é emitido da produção do suco. Vejam abaixo:

Fonte: http://www.dobem.com/

Comentários (7)

634076_50184601

Tags: ,

Foco na sustentabilidade em 2010

Postado em 04 janeiro 2010 por Elisa Quartim

Inovação e sustentabilidade serão os principais temas discutidos no desenvolvimento de embalagens neste ano de 2010. Não será mais visto como um diferencial ou algo para poder aumentar o preço do produto, e sim como itens básicos do seu desenvolvimento, assim como hoje já é a ergonomia, funcionalidade e proteção.

Há boas razões para acreditar nisso. No ano de 2009 muitas empresas anunciaram inovações neste sentido e a oferta local tem aumentado.

Uma dessas iniciativas é o fornecimento pela Cargill, do Ingeo, de um biopolímero (ácido polilático, ou PLA) fabricado a partir do milho nos Estados Unido, e a alternativa de fonte renovável ao plástico mais utilizada mundo afora na confecção de embalagens “verdes”. O resultado disso foi a adoção desse material nos potes de margarina Cyclus Nutrycell. Vejam o post aqui. Introduzidas inicialmente em pequena escala, essas embalagens já são utilizadas em toda a produção das margarinas da Bunge.

Outras opções biopolímeros poderão ser viabilizadas no próximo ano. A Braskem irá inaugurar sua fábrica de polietileno “verde”, obtida do etanol de cana-de-açúcar, em Triunfo (RS), no fim de 2010. Acordos já estão sendo fechados para a utilização desse material. Johnson & Johnson e Tetra Pak estão entre as empresas que já acertaram contratos desse gênero

A Bimbo em 2009 lançou uma linha de pães com embalagens plásticas oxi-biodegradáveis – formuladas com um aditivo que as faz se desintegrar rapidamente após o descarte, e deixa no ar, também, a possibilidade de novos lançamentos

Na área de garrafas um evento que poderá causar impacto no mercado de bebidas será a introdução de uma nova família de garrafas plásticas da Coca-Cola produzidas parcialmente com etanol de cana (veja post). E a Saint-Gobain, iniciará a fabricação de uma nova linha de garrafas de vidro para vinhos mais leves.

Além desses novos materiais, novos projetos onde os três Rs são colocados no briefing  como Reduzir, Reutilizar e Reciclar. procurando utilizar os materiais disponíveis no mercado de uma forma melhor e com um menor impcato na natureza. As empresas começam a perceber que com pequenas mudanças já começam a andar em direção à sustentabilidade gerando economia na sua produção.

Fonte:

http://www.embalagemmarca.com.br/

http://www.braskem.com.br/plasticoverde/principal.html

Comentários (0)

Advertise Here

Assine

Insira seu endereço de email nos campos abaixo:
Newsletter Embalagem Sustentável

 
Receba atualizações do site via FeedBurner

Grupo EmbalagemSustentavel
Nossa lista de discussão no Yahoo!
* Embalagem Sustentável é contra spam

Veja também