Archive | Consumo

greenwashing_seven_sins

Tags: , ,

Os 7 pecados do Greenwashing

Postado em 04 maio 2009 por Elisa Quartim

greenwashing_seven_sins

Greenwash sem tradução em português, significa o ato de induzir o consumidor ao erro quanto à práticas ambientais de uma empresa ou os benefícios ambientais de um produto ou serviço. A tradução literal seria uma “lavagem verde”

Existem vários produtos que afirmam ser verde nas prateleiras das lojas hoje em dia, porém, os produtos “naturais” e “orgânicos” são mais prováveis cometer pelo menos um dos Sete Pecados da Greenwashing-como compilado por TerraChoice Ambiental Marketing ( http://sinsofgreenwashing.org/).

Entre 2007 e 2009, os produtos chamados verdes tem aumentado entre 40% e 176%. Entre os produtos pesquisados, 98% dos produtos cometeram pelo menos um pecado de Greenwashing. de acordo com o relatório do TerraChoice “The 2009 Seven Sins of Greenwashing.”

Os Sete Pecados de Greenwashing são:

1. Pecado do Custo Ambiental Camuflado

Ele se caracteriza em uma ação econômica que visa à resolução de problema mas acarreta outro, obrigando uma escolha.

Ocorre quando uma questão ambiental é enfatizada em detrimento dos potencialmente mais sérias preocupações. Em outras palavras, quando comercialização esconde um trade-off entre as questões ambientais. Papel, por exemplo, não é necessariamente ambientalmente preferível apenas porque sua origem é de floresta cujo manejo é sustentável.

2. Pecado da Falta de Prova

Isto acontece quando as afirmações ambientais não são apoiadas por elementos de prova ou de certificação. Um exemplo comum são os lenços faciais que se dizem diferentes percentagens de conteúdo reciclado de pós-consumo, sem fornecer qualquer detalhes.

3. Pecado da Incerteza

Ocorre quando a chamada do produto é tão carente de particularidades como sem sentido. “Natural” é um exemplo desse pecado. Arsénio, urânio, mercúrio, e formaldeído são todos naturais e venenosos. “Natural” não é necessariamente “verde”.

4. Pecado do Culto a Falsos Rótulos
Isso acontece quando os marketeiros criam uma falsa sugestão ou uma imagem parecida com certificação para induzir os consumidores a pensar que um produto passou por um processo de certificação de produto verde.

Um exemplo desse pecado é colocar um selo certificação do programa ambiental da empresa para a qual não necessariamente define o produto como verde.

5. Pecado da Irrelevância
Este pecado surge quando um problema ambiental não relacionados ao produto é enfatizado. Um exemplo é a alegação de que um produto é “isento de CFC,” uma vez que os CFCs são proibidos por lei.6. O Pecado de menor de dois males

6. Pecado do “Menos Pior”
Ocorre quando a chamada do produto afirmam ser “verde” sobre uma categoria de produto que ela própria não tem benefícios ambientais. Cigarros orgânicos são um exemplo deste pecado.

7. Pecado da Mentira

É quando alegações ambientais são falsas. Um exemplo comum é afirmar falsamente ser produtos com certificação de economia de energia.

O relatório analisa o estado do greenwashing no Reino Unido e na Austrália. Foram analizados quase 1.000 produtos em cada um destes dois países, revelando que greenwashing é um desafio internacional.

Fontes:

http://terrachoice.com/

http://sinsofgreenwashing.org/

Comentários (2)

wwfca_video

Tags:

Ciclo de vida de uma lâmpada

Postado em 05 fevereiro 2009 por Elisa Quartim

wwfca_video

http://wwf.ca/conservation/global_warming/take_action/campaign/everystep/

Comercial da WWF, criado pela canadense DraftFCB, mostra como uma embalagem de lâmpada que apesar da inscrição “energia eficiente” não mostra a realidade do caminho feito por ela e toda sua emissão de gases até chegar nas mãos de um consumidor. O comprador mal pode imaginar o que aconteceu antes do produto ser colocado na prateleira do supermercado.

O filme nos faz pensar na nossa responsabilidade ao consumir um produto. Consumindo com responsabilidade diminuiremos a nossa pegada ambiental.

Este filme foi todo produzido em maquete, pela OPC de Toronto.

Comentários (0)

lixo_mar

Lixo embalado

Postado em 02 fevereiro 2009 por Elisa Quartim

lixo_mar

Com o objetivo de alertar os consumidores de peixe e frutos do mar, A Surfrider Foundation e a Saatchi & Saatchi Los Angeles criaram uma campanha de guerrilha . Coletaram o lixo encontrado nas praias como camisinhas e latas, e embalaram como se fosse peixe. Estas embalagens foram expostos perto dos mercados locais, como se também fossem produtos do mar à venda.

A ideia é mostrar que a poluiçao dos oceanos afeta diretamente o consumidor através da comida que ele ingere.

Fonte: http://www.bluebus.com.br/

Comentários (0)

natal-reciclado3

Tags: , , , ,

Natal Sustentável

Postado em 23 dezembro 2008 por Elisa Quartim

O Natal, nos últimos anos acabou se transformando no dia mundial do consumo e desperdício. Muitos esqueceram os reais valores do Natal. Data para comemorar o nascimento de Jesus reunindo a família em sua homenagem. Trocas de presentes deveriam ser apenas símbolos dessa união e integração das pessoas, mas acabou se transformando no principal do Natal.

Por isso, que tal retomar os valores do natal, resgatando esse valores de fraternidade e amor, e agora de uma forma mais sustentável.

Algumas dicas para um Natal mais sustentável:

COMPRANDO PRESENTES

* Analise as suas compras. Assim você evita desperdício.
* Faça uma lista antes de sair de casa. Coloque os nomes de quem você vai presentear e, ao lado, o tipo de presente que a pessoa gostaria de ganhar. Depois, analise cada opção e escolha o que for ambientalmente correto.
* Para selecionar um presente ambientalmente amigável, verifique a matéria prima usada para produzi-lo. O produto não deve conter substância perigosa para a saúde, ou componentes retirados de espécies ameaçadas, como mogno.
* Outro ponto é o método da produção. Só aceite produtos cuja elaboração não usou de crueldade para com animais. Também pense nas pessoas. Não compre, se a fabricação do objeto abusou da mão de obra infantil ou feriu os direitos trabalhistas.
* Dê preferência a produtos artesanais.
* Avalie quem está vendendo. Adquirindo produtos de uma entidade ecológica, por exemplo, você beneficia projetos ambientais por ela desenvolvidos.
* Agora, analise como o presente será usado. Por exemplo, criança gosta de brinquedo. Escolha um que não precisa de pilhas. Assim você incentiva a criatividade e a coordenação motora. E pilha polui o ambiente, durante e depois da fabricação.
* Eletrodomésticos devem ter um selo informando o consumo de eletricidade. Se esta for sua opção de presente, aproveite para comprar um produto que gasta menos energia. É bom para o bolso de quem ganha e para o ambiente.
* Embalagem é bonita, mas pode gerar montanhas de lixo, na forma de papel de presente e fitas. Se o pacote não puder ser reutilizado, esqueça. É dinheiro que vira poluição.
* Faça embalagens com material reciclado. Pode ser com embalagens usadas, ou restos de outros presentes que ganhou.

Flávio Marconato, da loja Secreta Saudade, ensina a fazer embrulhos criativos para os seus presentes de Natal

http://revistacasaejardim.globo.com/Casaejardim/0,25928,EJE1693341-4245,00.html

FAÇA PRESENTES

* Você não precisa comprar. Pode fabricar seus presentes. Que tal preparar uma receita culinária por exemplo reaproveitando folhas e talos de hortaliças num exclusivo suflê para a ceia dos amigos? Biscoitos e docinhos também fazem o maior sucesso.
* Suas plantas se reproduziram muito na primavera? Faça novos vasos bem caprichado para presentear os amigos. Custa pouco além de ser presente simpático e duradouro.
* Outra boa ideia é inventar seu próprio cartão. Por que não fazer uma colagem com folhas secas? O charme fica ainda maior se a base for papel reciclado.
* E como a natureza é a forma mais barata e sincera de presentear, olhe à sua volta. Que tal usar flores e folhas secas para compor um belo quadro? Com uma moldura simples, você terá um presente bem seu.

ÁRVORE DE NATAL

* Não sacrifique um pinheiro vivo para enfeitar seu lar. Escolha árvore com raiz, se puder replantar depois.
* Outra ideia é colocar enfeites natalinos nas plantas de sua casa. Pode ficar lindo!
* Também dá para usar bolas e fitas coloridas, num arranjo que aproveite galhos já caídos, para compor uma árvore estilizada decorando sua sala.
* Use sua criatividade e crie enfeites com embalagens usadas. Vejam os exemplos abaixo:
natal-reciclado2

Decoração de Natal em Campos de Jordão com garrafa PET. Dentro tem lâmpadas que iluminam à noite.

natal-reciclado3

Árvore de Natal feita com latas de alumínio pintadas – exposta no Natal do Banco Real, Av Paulista – SP

Fonte: http://www.flickr.com/groups/reciclarte/discuss/72157603495222765/

CEIA ECOLÓGICA

* Evite os enlatados e alimentos com embalagem demais. Prefira os produtos a granel, que são mais frescos e mais baratos.
* Não se esqueça de levar sua sacola quando for às compras, para evitar aquele monte de plástico que as lojas oferecem para guardar suas compras.
* Se o produto industrializado é essencial para a ceia, não arrisque a saúde dos que participarem dela. Ao comprar, verifique o prazo de validade do produto. E só adquira, se estiver exposto em local adequado para a sua conservação.
* Escolha frutas e verduras da região, pois quanto mais longe, mais emissão de CO2 ocorreu no caminho. Evite os importados.
* Diminua ou evite o consumo de carnes, pois a produção de carnes é um dos maiores motivos  do desmatamento das florestas. Crie uma nova tradição servindo alimentos saudáveis.
* Não use copos ou talheres descartáveis em sua festa. Também recuse toalhas e guardanapos descartáveis. Podem parecer práticos, mas poluem o meio ambiente.
* Dica final: papel toalha e guardanapos fazem parte daqueles papeis que, na fabricação, foram alvejados com cloro. Cloro libera dioxina na atmosfera, que é um gás cancerígeno. Recupere os hábitos que serviram a seus pais e avós. Use guardanapos e toalhas de pano. Além de tudo, são mais chiques!

OS 3 Rs NO NATAL

* Ao ganhar um presente, não rasgue o pacote. Abra cuidadosamente e separe a embalagem. Procure reutilizá-la. Por exemplo, um belo papel pode servir para encapar um livro. Uma caixa pode ser usada para guardar objetos.
* Se não der para reutilizar a embalagem do presente que ganhou, faça a separação. Num monte, junte os papéis. Em outro, coloque os plásticos. Num terceiro, deixe o que for vidro e o que for metal. Depois, encaminhe estes materiais para quem recicla. E lembre-se que aqueles saquinhos metalizados  não são recicláveis.
* Mas o melhor mesmo, é evitar desperdício. Recuse embalagem que não seja reutilizável, na hora de comprar o presente. E aproveite para, antes da festa, discutir e divulgar esta idéia com quem for participar. Afinal, não desperdiçar pode ser o maior presente de Natal para o meio ambiente.

(fonte dicas: RedeAIPA)

Comentários (19)

ecoist3

Tags: , ,

Objetos feitos de embalagem reciclada

Postado em 12 dezembro 2008 por Elisa Quartim

ecoist3

ecoist2

ecoist

Bolsas e objetos feitos com embalagens.

Fica bonito e é um forma de reciclagem.

Dica do Blog My Pix http://mypix.terra.com.br/blog/2008/12/11/reciclo-geral/

Venda no site http://www.ecoist.com

Comentários (0)

give-a-glass

Tags: , ,

Vidro ou plástico?

Postado em 28 novembro 2008 por Elisa Quartim

give-a-glass

“A organização não governamental americana Glass, iniciou uma campanha publicitária, chamada de Give a Glass cujo mote é a diminuição da utilização de garrafaz plásticas para água.
Independente do viés interesseiro da empresa, uma vez que o negócio dela é vender garrafas de vidro, é inegável que cada dia mais veremos iniciativas como esta.
A empresa enviou para diversas pessoas, uma embalagem contendo 2 frascos. Em um deles, foi envasado a quantidade necessária de petróleo para se preoduzir uma garrafa plástica (o petróleo, diga-se de passagem, é falso – somente para fins educacionais! O outro frasco é de alumínio e é reutilizável, representando uma alternativa mais ecologicamente correta à embalgem plástica. No pacote também há um folheto com informações de como podemos contribuir para diminuir o consumo de embalagens plásticas para água.”
Mais informações no site : www.giveaglass.org
Dica de Rogério Oliveira
http://packbyday.blogspot.com

Comentários (0)

amazon2

Tags: , , ,

Frustration-Free Packaging da Amazon

Postado em 28 novembro 2008 por Elisa Quartim

amazon1

amazon2

Frustration-Free Packaging é um novo serviço da Amazon que oferece embalagens mais fáceis aos consumidores.

Por enquanto apenas produtos da Mattel, Fisher-Price, Microsoft e Transcend estão sendo vendidase neste tipo de embalagem.

As embalagens são recicláveis, sem excesso de materiais com proteções de plástico por exemplo. O pacote pode ser aberto facilmente sem o uso de ferramentas e protege o produto mesma forma que os outros.

Embalagens que promovam a venda em compras via internet tornaram-se dispensáveis. As embalagens apenas cumprem a função de transporte e proteçnao do produto, podendo ser repensada para que tenha economia de material. Na gôndola virtual apenas a imagem do produto já é suficiente. Não é mais necessário mais ter o apelo de venda.

Veja o vídeo mostrando as diferenças nas embalagens

http://www.amazon.com/gp/help/customer/display.html?ie=UTF8&nodeId=200285450

Comentários (0)

carrinho

Tags:

Conexões sustentáveis

Postado em 23 novembro 2008 por Elisa Quartim

carrinho

Uma pesquisa detalhada sobre a conexão entre o nosso consumo e a devastação da Amazônia.

Diversos produtos que nem imaginamos estão contribuindo para essa destruição.

Cabe a nós, com base nessa nova pesquisa, avaliar melhor o que consumismos. Ver se as embalagens são de madeira certificada, o que comemos e que empresas estão se comprometendo a promover um consumo mais sustentável de produtos da Amazônia.

Vejam a pesquisa em PDF nesse link.

www.reporterbrasil.org.br/documentos/conexoes_sustentaveis.pdf

Comentários (0)

megoji

Tags: ,

Me & Goji – Cereal personalizado com embalagem ecológica.

Postado em 19 novembro 2008 por Elisa Quartim

megoji

Me & Goji é uma empresa que inovou na área tão disputada de cereais dos EUA. Cada um pode montar a sua composição de cereais orgânicos através do site para ser entregue em uma lata com um rótulo nutricional personalizado, atendendo à mistura personalizadas de cereais. O design da caixinha é bem funcional.

O cereal é enviado em uma caixa de embarque feita a partir de 100% de material reciclado pós-consumo.
Sua dimensão foi projetada pata caber as caixinhas de cereais reduzindo ainda mais os resíduos e para manter o seu impacto ambiental a um nível tão baixo quanto possível.

http://www.meandgoji.com/

Comentários (0)

the-story-of-stuff

Tags: ,

A história das coisas – The story of stuff

Postado em 14 novembro 2008 por Elisa Quartim

the-story-of-stuff

The story of stuff” (A história das coisas) é um vídeo didático que explica de forma simples  o caminho da nossa sociedade de consumo.

Também fala sobre sustentabilidade, políticas ambientais e o ciclo de vida do produto.

Vale a pena!

Dublado: http://www.unichem.com.br/videos.php

Fonte: http://www.storyofstuff.com/

Comentários (0)

Advertise Here

Assine

Insira seu endereço de email nos campos abaixo:
Newsletter Embalagem Sustentável

 
Receba atualizações do site via FeedBurner

Grupo EmbalagemSustentavel
Nossa lista de discussão no Yahoo!
* Embalagem Sustentável é contra spam

Veja também