Archive | Inovação

Econano, rótulo absorve CO2 na incineração

Tags: ,

Econano, rótulo absorve CO2 na incineração

Postado em 16 fevereiro 2012 por Elisa Quartim

A japonesa Sato, fabricante de soluções para codificação e rotulagem de embalagens, anunciou o lançamento de uma nova tecnologia capaz de reduzir a liberação de gás carbônico na incineração de rótulos e etiquetas autoadesivas, a ECONANO ®.

Os rótulos têm em seus adesivos cápsulas de nanovesículas (NVC) que absorvem o CO2 emitido durante a incineração em aproximadamente 20%. Além disso, através da combinação de ECONANO tecnologia ® com NONSEPA SATO ® da série etiqueta sem liner, é possível conseguir uma redução aproximada de 50% das emissões de CO2 no momento da incineração.

A novidade foi desenvolvida em parceria com o professor Masahiko Abe, da Universidade de Ciências de Tóquio.

Segundo cálculos da Sato, a substituição de 1 milhão de rótulos tradicionais de 50 milímetros por 85 milímetros utilizados ao longo de um ano por rótulos Econano resulta numa redução de 224 quilos de CO2 emitido durante a incineração. O volume equivale à quantidade de CO2 liberada durante a fabricação, uso e incineração de quase 5 000 sacolas plásticas.

No Brasil, a incineração dos resíduos tem sido abolida em várias cidades pelo risco de contaminação do ar. Hoje esse risco é bem menor, mas ainda há.

A incineração com captação energética ainda não é uma realidade brasileira, mas existem várias empresas que estão fazendo proposta para a construção de usinas de incineração com captação de energia. Caso esse sistema seja implantado, esse rótulo parece ser uma forma de diminuir a emissão de CO2 na atmosfera, só não entendi se reduz a capacidade de produzir energia.

Fonte:

http://www.embalagemmarca.com.br/

http://www.sato.co.jp/

Comentários (0)

Crystal-Eco-garrafa-torcida2

Tags: , ,

Água Crystal com garrafa que pode ser torcida

Postado em 16 novembro 2011 por Elisa Quartim

A água Crystal, marca de águas da Coca-Cola Brasi, lançou no festival SWU, que acontece em novembro, em Paulínia (SP), a garrafa Crystal Eco. A garrafa Eco, também chamada de crushable, pode ser torcida pelo consumidor diminuindo assim em 37% o volume que ela ocupa, o que facilita bastante o transporte e a reciclagem.

Ela é produzida através do processo de sopro convencional, mas com pré-formas comcbase diferenciada, de modo que a distribuição e estrutura da garrafa garantam performance mecânica. A garrafa utiliza 20% menos PET que as versões anteriores e até 30% do PET feito a partir da cana de açúcar.

Ao mesmo tempo, a nova garrafa de Crystal também utiliza a tecnologia PlantBottle, na qual até 30% da matéria tem origem no etanol da cana de açúcar, e não no petróleo, reduzindo em cerca de 20% as emissões de dióxido de carbono.

 

No rótulo, a Crystal convida os consumidores a torcerem as embalagens após o consumo, o que reduz em 37% o volume das garrafas e facilita transporte e armazenagem das garrafas 100% recicláveis.

 O lançamento da Crystal Eco conta com o apoio de entidades como o Instituto Akatu, a Conservação Internacional, a SOS Mata Atlântica e o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), cujas marcas estão estampadas no rótulo da garrafa.

Fonte:

http://www.pack.com.br/

Comentários (10)

hemp-4-haiti 3

Tags: , ,

Hemp 4 Haiti – Embalagem reutilizável de fibra de cânhamo

Postado em 31 outubro 2011 por Elisa Quartim

O designer americano Blake Lowther projetou uma embalagem reutilizável para enviar alimentos não perecíveis para as vítimas no Haiti. A ideia é enviar produtos com uma embalagem reutilizável, feito com uma das fibras naturais mais resistentes (a fibra de cânhamo) e, caso seja descartada, por ser uma fibra natural, é compostável. Elimina os resíduos e poluição ambiental que os produtos de ajuda aos desastres acabam deixando para trás. A embalagem é fabricada em instalações verde.

A embalagem é trabalhada à mão com cânhamo de alta qualidade, trançado de forma que pode ser facilmente desfiada depois que as mercadorias não perecíveis forem consumidas.  Uma vez desfiada, o cânhamo tem inúmeras aplicações práticas vitais para os esforços de ajuda. Levando o pacto em produtos de socorro, Hemp 4 fornece Haiti lutando comunidades com os meios para seguir em frente.

Junto à embalagem, vem uma etiqueta, identificando o produto enviado com uma foto. Ao desdobrar a etiqueta, há algumas sugestões de como reutilizar a embalagem e a fibra de cânhamo.

Não confundir o cânhamo com a maconha, cujo teor de THC (Tetraidrocanabinol) é bem superior ao do cânhamo, apesar de ambos pertencerem ao género Cannabis. A planta é integralmente utilizada para os mais diversos fins, mas destaca-se especialmente a sua fibra, também chamada de filame, muito usada na indústria de papel, pois um hectare de cânhamo produz o mesmo que quatro hectares de eucaliptos, num período de vinte anos.

Fonte:

http://www.behance.net/gallery/Hemp-4-Haiti-Project/

http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A2nhamo

Comentários (0)

greenvana_sabonete-rosa

Tags: ,

Sabonete Greenvana, embalagem feita com sementes

Postado em 18 outubro 2011 por Elisa Quartim

 

 

 

 

 

Greenvana Eco Store, loja de departamentos virtual que busca produtos “verdes” nacionais e internacionais e oferece ao consumidor as melhores opções para um consumo sustentável. Um desses produtos é o sabonete Greenvana com embalagem feita com sementes.

A embalagem do sabonete Greenvana é feita em papel semente e pode virar lindos cravinhos franceses gerando flores em vez de lixo. O papel semente é um papel reciclado que contém sementes de plantas, ele não possui químicos, cola ou tingimento. Sua produção economiza mais de 50% da energia e água se comparada a um papel virgem. Cerca de 17 árvores são preservadas a cada tonelada de papel produzida. Plantando o papel semente você produz flores no lugar de lixo. Contém instruções no verso de como plantar a embalagem.

Além disso o sabonete tem base 100% vegetal, usa ingredientes orgânicos e traz vitaminas, minerais e antioxidantes. Ainda na sua fórmula, a aloe vera tem propriedades antibacteriana e de hidratação e o óleo de palma ajuda a combater os radicais livres. Ele também é livre dos polêmicos e frequentes químicos nocivos à saúde, já banidos pela União Europeia. Também são feitos com ingredientes orgânicos

Todos os sabonetes Greenvana são livres de sulfato, ftalato e parabenos.

O sulfato é um detergente potente e barato, muito usado em produtos de beleza e de higiene pessoal. Estudos mostram que ele pode ser responsável por coceiras nas costas e no couro cabeludo, diversas alergias, dermatite de contato e inflamações. Os danos que podem provocar na pele, cabelo, olhos e mucosas variam de acordo com sua concentração e a sensibilidade da pessoa. Alguns pesquisadores acreditam que a substância pode ser cancerígena.

Já o ftalato é uma substância química nociva para a saúde humana. De acordo com estudos ela pode causar problemas nas funções reprodutivas e de desenvolvimento, principalmente em crianças.

Os parabenos são utilizados como conservantes, pesquisas observaram que eles podem ser tóxicos para as células humanas. Há chances de que esse componente aumente o risco de câncer em pessoas com predisposição para a doença.

Ingredientes orgânicos são aqueles cultivados sem a utilização de agrotóxicos, transgênicos ou elementos químicos nocivos ao homem e à natureza. A produção orgânica também apoia os princípios éticos do comércio justo.

 

Vejam o vídeo sobre o sabonete Greenvana.

Vejam no vídeo como plantar a embalagem.

Mais informações:

http://br.greenvana.com/

Comentários (0)

vaxev-6

Tags: ,

Vax ev – aspirador feito de papelão

Postado em 11 julho 2011 por Elisa Quartim

 

O Vax ev é um aspirador de alta performance construído para a sustentabilidade ideal, utilizando materiais reciclados e recicláveis para reduzir o volume de resíduos nos aterros. O  projeto conceitual foi desenvolvido pelo inglês Jake Tyler.

O corpo aspirador de pó é feito de painéis de retardadores de chama feitos de papelão, que a princípio é parte da embalagem para a venda do produto. Os consumidores, se quiserem, podem separar as peças e guardá-las em outro lugar em torno da carcaça do motor. E remontá-las sem usar qualquer cola.


Os componentes que não podem ser feitos de papelão são recicláveis e de plástico de puro nylon. Eles usam um processo rápido de fabricação, diferente do processo de moldagem por injeção.

Isso significa que o Vax ev pode ser fabricados localmente por encomenda, diz a empresa, sem a necessidade de moldes, de ferramental caro ou de  linhas de montagem.

Os painéis de papelão que formam o corpo aspirador de pó são facilmente substituídos caso estejam danificados. Os painéis custam apenas um décimo do preço de um painel de plástico equivalente.

Além disso, ele pode ser personalizado da forma que a pessoa quiser usando apenas algumas canetas e assim transformar o seu aspirador de pó em uma única obra de arte.

Fonte:

http://www.gizmag.com/

http://www.environmentalleader.com/

Comentários (1)

Krones LitePac1

Tags: ,

Krones LitePac substitui os filmes encolhíveis no transporte de garrafa PET

Postado em 22 junho 2011 por Elisa Quartim

A empresa alemã Krones desenvolveu uma alternativa para os filmes encolhíveis com segunda embalagem para garrafas em PET. A Krones LitePac é  um novo desenho de embalagem para recipientes PET, apresentado pela Krones na feira alemã Interpack, neste mês de maio. Ela permite economia de recursos em um sistema de embalagem completo, com a máquina apropriada para sua aplicação.

Não sei se funciona com qualquer design de garrafa, mas pela imagem o design da garrafa favorece essa inovação.

O shrink-pack já representa a embalagem secundária mais usada no mercado para garrafas PET. No entanto, para a produção de filmes encolhíveis destes pacotes de embalagem, é necessária matéria-prima de origem fóssil, o que produz um elevado consumo de energia durante o processo de encolhimento do filme no túnel.

Em comparação com o filme termorretrátil convencional, o novo desenho resulta em economia de custos financeiros de mais de 50% para as empresas usuárias. A LitePac representa uma nova tendência para o mercado de embalagens secundárias para garrafas PET, principalmente em termos de impactos ambientais.

A tecnologia necessária é fornecida por uma nova embaladora da Krones, a EvoLite, máquina composta por um módulo de entrada de garrafas e um módulo de aplicação da embalagem secundária, com superfície de instalação bastante reduzida. No módulo de entrada, as garrafas alimentadas de maneira contínua são separadas sobre duas vias. Na seqüência, quatro unidades de embalagens confeccionam os pacotes LitePac.

A economia financeira é bastante elevada devido aos menores custos de material de embalagem e do consumo reduzido de energia pela eliminação do túnel de encolhimento.

São vários os fatores que contribuem neste processo: menos transportadores, menor superfície de instalação, disposição simplificada da linha, menor superfície de apoio tanto nos armazéns das empresas como nos supermercados e menor tráfego de paletes.

A embaladora EvoLite, da Krones, também já recebeu o selo Enviro, uma vez que a máquina cumpre com critérios rígidos de eficiência energética e de outros recursos. As características abaixo foram determinantes para a obtenção do certificado Enviro.

  • Seleção eficiente do motor, adaptado especialmente aos movimentos e às acelerações da máquina;
  • Redução do consumo elétrico por um dimensionamento perfeito e pontual dos motores;
  • Circuitos de standby para reduzir as perdas de calor nas abas aplicadas mediante soldadura;
  • Diminuição do consumo de ar comprimido devido a um traçado otimizado dos condutores e o emprego de condutores com seções transversais otimizadas;
  • Eliminação máxima possível de lubrificantes graças à circulação de lubrificação contínua e a uma técnica especial de escovas para engraxar as cintas transportadoras;
  • Ergonomia no ambiente de trabalho, com componentes selecionados para reduzir os ruídos e aumentar a proteção do operador.
  •  

    Vejam o filme com a demonstração do produto:

Fonte:

http://www.krones.com.br/

Comentários (0)

c-PACK PCR

Tags: ,

Bisnaga PCR (Post Consumer Recicled) da C-Pack

Postado em 18 junho 2011 por Elisa Quartim

A C-Pack, líder no mercado Latino Americano de embalagens no formato de bisnaga (tubo) traz ao mercado uma bisnaga  produzida com material reciclado de pós consumo, o PCR (Post Consumer Recicled).

A empresa levou quase dois anos para desenvolver a novidade, em um projeto iniciado a partir de uma ideia da Johnson & Johnson. O novo tubo será adotado até o fim do ano pela J&J por outros dois clientes do mercado de higiene pessoal e beleza.

O material reciclado, derivado da coleta seletiva de polietileno e polipropileno, é empregado como uma espécie de recheio de sanduíche numa estrutura de três camadas – a interna e a externa são de material virgem, para evitar, respectivamente, riscos de contaminação do produto acondicionado ou de má impressão dos tubos.

Evitar a extração e os gastos na produção de matéria-prima virgem com a re-utilização de materiais, faz da reciclagem uma ferramenta amenizadora dos impactos ambientais.

Fora essa  novidade (ver quadro), a C-Pack tem um plano de lançamento contínuo de inovações em tubos plásticos. O projeto é respaldado pelo Core-D, um departamento de pesquisa e desenvolvimento criado há pouco mais de seis meses. Alocado em um laboratório construído na fábrica da empresa, em São José (SC), o setor é tocado por um grupo de nove engenheiros, cooptados em um convênio com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Um dos projetos em fase final de gestação pelo Core-D, antecipa Yassuda, é o tubo plástico confeccionado a partir de ácido polilático (PLA), resina “verde” derivada de fontes agrícolas. Junto com o tubo PCR, o tubo de PLA integra o conceito Eco Packaging, criado pela C-Pack para identificar as embalagens fabricadas levando em conta princípios de sustentabilidade.
As embalagens plásticas – tubos, tampas e componentes – produzidas pela C-Pack atendem ao conceito “Eco-Packaging”, pois são produzidas com 50% a menos de energia e menor quantidade de matéria-prima. São mais de 700 possíveis variações de formatos, além das diversas combinações decorativas.
A certificação SA8000 de responsabilidade social, obtida pela C-Pack em 2005, é fruto do investimento que a empresa faz em sustentabilidade. Toda a estrutura da fábrica, onde trabalham cerca de 400 colaboradores, apresenta soluções inteligentes como cobertura e paredes TermoWall, iluminação natural, aquecedor solar, captação da água da chuva, tratamento de esgoto e sistema de pressão positiva, que não permite a entrada de agentes contaminantes no ambiente fabril pelas portas.
Todo o investimento em sustentabilidade; Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) e design renderam a C-Pack alguns troféus como o Roberto Hiraishi (Embanews) nos anos 2011, 2008, 2007 e 2006; Embalagem Marca 2007 e Embanews 2007 e 2006.
Fonte: http://www.c-pack.com.br

http://www.embalagemmarca.com.br/

Comentários (0)

Applica_Clear2Go

Tags: ,

Clear2Go, Garrafa com filtro de água

Postado em 08 junho 2011 por Elisa Quartim

Clear2Go é uma garrafa que supre a necessidade de filtrar água quando se está longe de uma fonte de água potável.
A garrafa inclui um filtro substituível que fica preso a tampa e remove impurezas de até 100 galões de água de torneira por filtro.

O design inclui um sistema de fácil compressão para um fluxo de água rápido, pressionando-a através do filtro na saída e eliminando o sipping (saída em pequena quantidade). Fabricada pela Applica Water Products LLC, comerciante e distribuidora de produtos de filtragem.


Para o desenvolvimento dessa garrafa, eles usaram o copoliéster Eastman Tritan™.
O Tritan™, uma nova geração de copoliéster, que combina as propriedades claridade e resistência geral ao calor e química é fabricado sem o BPA (bisfenol A).

O copoliéster“EastmanTritan™ permitiu criar um produto premium, que melhora a percepção do consumidor de beber de uma garrafa reutilizável. Ao contrário dos materiais plásticos tradicionais, tais como o estireno, a acrilonitrila e o policarbonato, o Tritan™ fornece uma vantagem porque combina resistência superior e maior liberdade de design em um material sem BPA. E um design funcional e bonito é primordial para que o seu uso seja incentivado.

A Applica também escolheu o copoliéster Eastman Tritan™para a garrafa Clear2Go porque ele forneceu um produto durável mesmo quando colocado na máquina de lavar louça, resistente a altas temperaturas, à descoloração e ao odor. Mesmo considerando a repetição de lavagens e o desgaste de todos os dias, a durabilidade e a inerente resistência do Tritan™proporcionam um ciclo de vida estendido à garrafa, aumentando a resistência geral do produto.

Para avaliar a durabilidade e a resistência ao impacto da garrafa Clear2Go, a Applica implementou ensaios de flexão ao choque. Depois que os ensaios iniciais estimularam melhorias no design da garrafa,especialistas da Eastman ofereceram suporte técnico prático, o que ajudou a Applica a garantir que seu produto final atendesse a critérios rigorosos deterceiros para o ensaio de flexão ao choque.

Essa garrafa foi projetada principalmente para pessoas que praticam esportes ao ar livre e precisam se certificar que a água está boa para beber, mas pode muito bem ser usada em áreas urbanas, onde nem sempre tem um filtro por perto e a água encanada não é a melhor para o consumo humano.

Fonte:

http://www.pack.com.br/

http://www.clear2o.com/

Comentários (0)

paper-no-9-bag-5

Tags: , ,

Paper No. 9, acessórios feitos com papelão

Postado em 31 maio 2011 por Elisa Quartim

A Paper No.9 projeta acessórios feitos com papelão de caixa de transporte. O resultando são acessórios com um material alternativo. À primeira vista, os produtos lembram couro, mas uma inspeção cuidadosa revela a sua verdadeira origem: o papel.

Primeiro eles tratam o papel obtido em caixas de transporte com óleos naturais, calor e uma boa massagem. Depois colocam sobre um tecido para ganhar resistência. Com isso eles criaram um “tecido” aveludado que cria um efeito estiloso.

Como o tempo o produto vai ganhando personalidade com o desgaste do material. O calor e o movimento do corpo gradualmente desgastam as camadas exteriores para revelar a arte escondida.

Fonte: http://www.paper-no9.com/

Comentários (1)

Biopack

Tags: ,

Bandejas feitas com bagaço de cana de açúcar

Postado em 23 maio 2011 por Elisa Quartim

As embalagens Biopack são feitas de bagaço de cana, que é um dos subprodutos da indústria da cana-de-açúcar, portanto uma matéria-prima que além de ser um resíduo é de fonte renovável. O fato de nós usarmos como matéria-prima um resíduo industrial nos distingue de outros produtores que utilizam para suas embalagens ecológicas, matérias-primas que iriam resultar em desmatamento ou competição por área de plantio de alimentos ou combustíveis de fontes renováveis.

A Roots Biopack é um produtor de embalagens inovadoras. Elas são biologicamente degradáveis, recicláveis e compostáveis, em conformidade com as normas EN 13432 (Europa) e ASTM D6400 (Estados Unidos).

As embalagens Biopack foram extensivamente testadas, são higiênicas e cumprem com as normas de segurança alimentares segundo os critérios mais rigorosos da Europa e dos Estados Unidos, incluindo o certificado FDA. A fábrica e o processo de produção também cumprem com as exigências mais rigorosas: tem todas as certificações ISO e também é certificada BRC e HACCP.

As embalagens Biopack são multifuncionais. Por causa de suas excelentes propriedades, as embalagens Biopack podem ser usadas para várias aplicações.
A distribuição no Brasil é feita pela Solupack.
Fabricação: http://www.rootsbiopack.com.br/
Distribuição no Brasil: http://www.solupack.com.br/net/Prod_Detalhes.aspx?id=61&Idioma=1&Chave=1#

Comentários (3)

Advertise Here

Assine

Insira seu endereço de email nos campos abaixo:
Newsletter Embalagem Sustentável

 
Receba atualizações do site via FeedBurner

Grupo EmbalagemSustentavel
Nossa lista de discussão no Yahoo!
* Embalagem Sustentável é contra spam

Veja também