Água Crystal com garrafa que pode ser torcida

Postado em 16 novembro 2011 por Elisa Quartim

A água Crystal, marca de águas da Coca-Cola Brasi, lançou no festival SWU, que acontece em novembro, em Paulínia (SP), a garrafa Crystal Eco. A garrafa Eco, também chamada de crushable, pode ser torcida pelo consumidor diminuindo assim em 37% o volume que ela ocupa, o que facilita bastante o transporte e a reciclagem.

Ela é produzida através do processo de sopro convencional, mas com pré-formas comcbase diferenciada, de modo que a distribuição e estrutura da garrafa garantam performance mecânica. A garrafa utiliza 20% menos PET que as versões anteriores e até 30% do PET feito a partir da cana de açúcar.

Ao mesmo tempo, a nova garrafa de Crystal também utiliza a tecnologia PlantBottle, na qual até 30% da matéria tem origem no etanol da cana de açúcar, e não no petróleo, reduzindo em cerca de 20% as emissões de dióxido de carbono.

 

No rótulo, a Crystal convida os consumidores a torcerem as embalagens após o consumo, o que reduz em 37% o volume das garrafas e facilita transporte e armazenagem das garrafas 100% recicláveis.

 O lançamento da Crystal Eco conta com o apoio de entidades como o Instituto Akatu, a Conservação Internacional, a SOS Mata Atlântica e o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), cujas marcas estão estampadas no rótulo da garrafa.

Fonte:

http://www.pack.com.br/

10 Comente este post

  1. Silvia Says:

    OK, melhor do que as garrafas convencionais, mas sustentável de verdade seria orientar cada um a levar sua própria garrafa retornável de casa e colocar bebedouros à disposição para as pessoas encherem suas garrafas.

  2. Marcio Says:

    Beleza mas quanto tempo ela degrada… Uma Ideia !!!”Seria Certo Ter Garrafas Retornáveis sendo comprada ha garrafa, e que ela seja cara… pois se custando um valor ex de R$ 4,00 as pessoas não jogaria no chão tendo ha por um bom tempo ate ter uma que invente uma que se decomponha em pelo menos 4 minutos após utilizara e quando se decompor libere Oxigenio… ACHO CONSIGO Inventar isso Sou Químico.

  3. Marcio Says:

    É só Estudar o resto da vida.

  4. Marcio Says:

    e essas garrafas novas tivesse somente em eventos, parques shopping etc…

  5. Elisa Quartim Says:

    Melhor ainda seria se cada um levasse a sua garrafa para abastecer durante o show e depois levassem para a casa. Poderia ser alguma com alça para não ter que segurar durante o show. Para os que sempre esquecem, poderiam comprar uma reutilizável, que fosse uma lembrança do show de sua banda favorita. Dificilmente iria jogar fora. O que acham?

  6. Eliete Felix Says:

    Fico indignada como as coisas acontecem neste país. Fala-se muito em sustentabilidade. Tem até fóruns. Dai é autorizada uma propaganda na TV com tamanha discrepância à sustentabilidade. Primeiro qual é o plano de logística reversa da Coca Cola? Pois é fácil colocar a simbologia de material reciclável, mesmo sabendo que esta garrafa não será reciclada,pelo simples fato de que a Coca Cola não tem um plano efetivo de coleta destas Pet´s. Responda rápido: Você já viu algum recipiente de coleta deste material em algum ponto da cidade? Claro que não. Propaganda destinada a um público tido como inabilitado a pensar. Será que a diminuição de espessura desta garrafa não está apenas gerando maiores lucros para a Coca Cola? Material menos espesso e mais barato, transporte mais barato, enfim..Presente de Grego para um público sem medidas.

  7. Elisa Quartim Says:

    Olá Eliete.
    Para nos aproximarmos da sustentabilidade, várias mudanças devem ser feitas, inclusive a mudança na forma das embalagens. Na divulgação da mudança da garrafa de água Crystal, realmente não fica claro como é a logísitica reversa deles, mas com certeza essa mudança vai ajudar os setores envolvidos na reciclagem pois, diminuindo o seu volume, possibilita transportar mais garrafas para a reciclagem, usando menos transporte.
    Hoje o PET é um dos materiais mais valorizados na reciclagem pois existe uma cadeia produtiva que utiliza esse material para a fabricação de tecidos ou outras embalagens. Vale a pena ir um dia em uma cooperativa de reciclagem e ver a quantidade aproveitada desse material.
    Com o sistema de coleta que temos hoje, não vejo porque criar um recicpiente para coletar apenas esse material, iria encarecer o trabalho inviabilizando a coleta. A diminuição da espessura significa sim uma economia para a empresa, mas também significa um menor uso de plástico que é feito de material não renovável.
    Redução de material, em geral, é o caminho mais usado pela indústria, mas é muito pouco. O legal dessa garrafa, é que além da diminuição do material, ela tem um desenho (forma) que facilita a sua compactação.
    Há muito ainda a ser feito, mas gosto de valorizar os começos, mesmo que não sejam perfeitos. Atirar pedras não ajuda em nada.

  8. ANDRE CALDEIRA Says:

    GOSTARIA DE RECEBER ALGUM MATERIAL SOBRE COMO ARMAZENAR O MATERIAL QUE DEVE SER RECICLADO(GARRAFAS PET)

  9. shalia Says:

    creio que as pessoas gostam muito de criticar, mais estou fazendo um estudo sobre responsabilidade social para a faculdade e não são muitas empresas que estão engajadas em trabalhos para um meio ambiente mais saudavel, creio que a iniciativa da coca-cola é muito válida se cada um fizer sua parte com certeza teremos um futuro melhor sem degradarmos a natureza.

  10. Eduardo Fruchi Says:

    Perfeito a idéia de Reciclagem, menos plástico e coisa e tal, o problema é que o corpo da garrafa ficou tão mole que é impossível segurar a garrafa. Comprei uma garrafa dessas de 500ml no Shopping, gelada e molhada e quando abri a tampa esparramou uma bôa parte da agua porque o corpo da garrafa é muito mole. Uma falha de projeto muito gritante para uma empresa do porte da Coca Cola.

Deixe uma resposta

Advertise Here

Assine

Insira seu endereço de email nos campos abaixo:
Newsletter Embalagem Sustentável

 
Receba atualizações do site via FeedBurner

Grupo EmbalagemSustentavel
Nossa lista de discussão no Yahoo!
* Embalagem Sustentável é contra spam

Veja também