Na categoria | Eventos

Tags |

Pegada hídrica e seminário internacional que aconteceu na USP

Postado em 15 junho 2011 por Elisa Quartim

O Grupo de Pesquisa de Ciências Ambientais do IEA/USP promoveram no dia 14 de maio o evento: “A Pegada Hídrica e sua aplicabilidade no setor público e privado: experiências nacionais e internacionais”

A Pegada Hídrica é uma metodologia para mensurar a utilização de água nas atividades humanas e na produção de bens e serviços, considerando o consumo de água e sua contaminação. Trata-se de um instrumento de gestão que se baseia na promoção da eficiência no uso da água, na busca do uso sustentável da água e no estímulo ao compartilhamento eqüitativo da limitada disponibilidade hídrica.

A metodologia foi apresentada por Ashok Chapagain, pesquisador e co-criador da Water Footprint, na palestra inaugural do evento.

Vejam o manual da Water Footprint Network (WFN) sobre a metodologia no link:

http://www.waterfootprint.org/downloads/TheWaterFootprintAssessmentManual.pdf

A WFN desenvolve metodologias para que indivíduos, empresas, comunidades e governos possam identificar as suas pegadas hídricas e passar a desenvolver medidas com o objetivo de reduzir o consumo de água doce, recurso que se torna cada vez mais escasso em todas as partes do mundo.

De acordo com a WFN, o cálculo da Pegada Hídrica de um processo produtivo é dividido em três cores. A Pegada Hídrica verde identifica a quantidade de água da chuva consumida durante a produção, a azul calcula o volume de águas superficiais e subterrâneas utilizadas neste processo e a cinza indica o volume de água necessário para diluir os poluentes de tal forma que a qualidade da água continue acima dos padrões definidos.

Para aprofundar esta discussão, o seminário teve como objetivo apresentar visões sobre a metodologia da Pegada Hídrica e os desafios de sua utilização como ferramenta de gestão de recursos hídricos em diferentes escalas de tomada de decisão.

Estudos de caso foram apresentados, ilustrando o uso dessa ferramenta a partir da perspectiva de diferentes setores da sociedade, com foco principal nas iniciativas de órgãos gestores e da indústria brasileira e internacional.

A Natura, já começaram a desenvolver projetos para identificar a Pegada Hídrica de alguns de seus processos com base na metodologia da WFN.

O estudo piloto desenvolvido em conjunto com a WFN foi um de cálculo da pegada hídrica de dois produtos do portfólio da empresa de cosméticos, com o objetivo de compreender melhor os impactos e a aplicabilidade da metodologia. Os primeiros resultados permitiram entender quais são os pontos críticos de impacto nos recursos hídricos ao longo da cadeia de valor da empresa e entender as limitações da metodologia do WFN. Este estudo piloto foi concluído em 2010.

Tais experiências subsidiarão discussões sobre o potencial de utilização dessa ferramenta em processos de tomada de decisão na gestão das águas.

O propósito do seminário foi de estimular o debate sobre metodologias inovadoras que respondam ao desafio da governança da água em promover o uso sustentável deste recurso natural. A organização do evento irá compartilhar as apresentações e transmissões do evento.

Vejam mais sobre o evento:

http://www.redevale.ita.br/swf

Sobre a pegada hídrica:

http://www.waterfootprint.org

 

Deixe uma resposta

Advertise Here

Assine

Insira seu endereço de email nos campos abaixo:
Newsletter Embalagem Sustentável

 
Receba atualizações do site via FeedBurner

Grupo EmbalagemSustentavel
Nossa lista de discussão no Yahoo!
* Embalagem Sustentável é contra spam

Veja também