Pesquisa brasileira transforma amido de mandioca em sacolas e bandejas plásticas

Postado em 03 dezembro 2010 por Elisa Quartim

Professores e alunos dos cursos de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos do Centro de Ciências Agrárias e de Biotecnologia, do Centro de Ciências Exatas (CCE), da Universidade Estadual de Londrina (UEL), desenvolveram uma pesquisa para transformar o amido de mandioca em plástico.

A partir da pequisa eles já estão produzindo bandejas para alimentos e filmes para diversas aplicações, inclusive sacos para mudas de plantas, além de cobertura de solo, com até 60% de amido de mandioca.

As bandejas produzidas na universidade são semelhantes às bandejas de isopor comercializadas em supermercados utilizadas para embalar alimentos, porém são produzidas à base de amido de mandioca e fibra de bagaço de cana. Diferentemente das bandejas comerciais, consideradas prejudiciais ao meio ambiente, o material desenvolvido na UEL é totalmente biodegradável.O tempo de permanência do material no ambiente varia de acordo com as condições ambientais, mas a pesquisa demonstra que, em contato com a terra, luz ou água, os produtos se degradam em pouco tempo.

O material para embalagem, na forma de filme, é resultado do processamento por extrusão, isto é, a mistura do amido de mandioca com glicerina e um polímero biodegradável sintético. O resultado prático é a substituição do material não degradável pelo produto biodegradável. Ao contrário de outros materiais, os produtos à base de amido de mandioca se decompõem facilmente.

O amido de mandioca é uma alternativa na substituição de materiais não degradáveis, ao mesmo tempo em que incentiva o aumento da produção de mandioca. A bandeja biodegradável é apenas uma das alternativas propostas pelo grupo de pesquisadores. Produtos biodegradáveis também são aplicados à agricultura com bons resultados. É o caso da cobertura para solo, utilizada no cultivo de morangos. Além dos sacos usados na proteção de frutas no campo e do acondicionamento de mudas de plantas.

No mundo, são produzidos por ano cerca de 150 milhões de toneladas de plástico. Com cerca de 60% de amido de mandioca, os produtos provocariam menor impacto ambiental. A produção com amido de mandioca tem maior viabilidade. Hoje, temos filmes biodegradáveis prontos para aplicação, que inclusive podem ser produzidos em escala industrial.

Segundo os pesquisadores, os filmes estão prontos para aplicação e utilização, mesmo assim algumas características ainda serão aperfeiçoadas. A ideia é deixar o material cada vez mais semelhante aos produtos vendidos no mercado. A tecnologia ainda está em fase de laboratório e precisa ser adaptada para a produção industrial.

Vejam uma reportagem da globo mostrando a pesquisa:

Fonte:

http://www2.uel.br/com/noticiadigital/

http://bioplasticnews.blogspot.com/

http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/

0 Comente este post

2 Trackbacks For This Post

  1. Tweets that mention Pesquisa brasileira transforma amido de mandioca em sacolas e bandejas plásticas | Embalagem Sustentável -- Topsy.com fala:

    [...] This post was mentioned on Twitter by EmbalagemSustentavel, EmbalagemSustentavel, SET BLUE, Guia da Embalagem, Person Design and others. Person Design said: RT @emb_sustentavel: Pesquisa brasileira transforma amido de mandioca em sacolas e bandejas plásticas http://bit.ly/eI0jpI [...]

  2. Pesquisa brasileira transforma amido de mandioca em sacolas e bandejas plásticas « Instituto Ventura Noticias fala:

    [...] Embalagem Sustentável Tags:Bandejas,biodegradáveis,Mandioca Sem [...]

Deixe uma resposta

Advertise Here

Assine

Insira seu endereço de email nos campos abaixo:
Newsletter Embalagem Sustentável

 
Receba atualizações do site via FeedBurner

Grupo EmbalagemSustentavel
Nossa lista de discussão no Yahoo!
* Embalagem Sustentável é contra spam

Veja também