Archive | outubro, 2010

camisetas-coletivoverde

Tags: , ,

Bambu-flor – Embalagem multifuncional e reutilizável

Postado em 29 outubro 2010 por Elisa Quartim

O Coletivo Verde junto com o escritório Design Simples desenvolveram uma embalagem inovadora para a venda de suas camisetas feitas com garrafas PET.

O conceito da embalagem de baixo impacto ambiental foi desenhada para equacionar os requisitos de transporte dos Correios com as características do bambu e um possível pós-uso como floreira. Desde que o Guilherme Augusti Negri me mostrou o projeto da embalagem, fiquei empolgada em poder divulgar a iniciativa deles.

Uma das principais dificuldades iniciais da embalagem é a distribuição feita pelos correios. As embalagens padrões dos correios utilizam muito material como fitas adesivas e etiquetas, são utilizadas apenas uma vez e quase que imediatamente descartadas. Um produto que tem a preocupação com a sustentabilidade não poderia depender apenas dessas embalagens e sim desenvolver uma, mais sustentável, que pudesse ser enviada da mesma forma, mas sem tanto desperdício.

O caminho encontrado foi uma embalagem multifuncional, feita de bambu, que proteja a camiseta no transporte e que se transforma em uma floreira.

O bambu é um material que tem um crescimento rápido na natureza sendo mais vantajoso que a madeira, por exemplo, usada para fazer papel.

No período de testes eles perceberam uma deficiência dos correios brasileiros, por não haver um padrão na colocação de fitas para lacrar, eles colocaram instruções claras de como colocar as fitas para não comprometer a embalagem, mesmo assim, quando era feito um envio para um lugar longe os Correios colocavam metros de fita e comprometia toda a embalagem, principalmente o cordão do saquinho tornando a experiência de abrir a embalagem horrível.

A embalagem ainda está em período desenvolvimento estando aberta à sugestões. É só entrar em contato com guilherme [arroba] coletivoverde [ponto] com [ponto] br.

Vejam o vídeo da embalagem:

Sobre as camisetas do Coletivo Verde

  • A camiseta é feita com tecido PET (50% Pet e 50% algodão) da Aradefe.
  • Toda a estamparia é feita com tintas a base de água, para não gerar resíduos poluentes.
  • A confecção é feita em uma fábrica em Barretos, São Paulo, que respeita os seus funcionários e que trabalha de forma correta e ética.

Fonte:
http://www.coletivoverde.com.br/
http://www.designsimples.com.br/

Comentários (4)

Design-disassembly2

Tags: , , ,

Dica Sustentável – Design para Desmontagem

Postado em 27 outubro 2010 por Elisa Quartim

O chamado Design para Desmontagem ou DfD (Design for Disassembly) é condição necessária para que os produtos possam ser economicamente recicláveis. Quando a desmontagem da embalagem não é considerada no início do projeto, pode até inviabilizar a sua reciclagem, apesar de os materiais serem tecnicamente recicláveis.

O Design para Desmontagem influencia de forma decisiva a reciclagem e facilita a desmontagem, tornando possível a reutilização e a remanufatura de forma mais eficiente, prolongando a vida útil dos produtos ou de seus componentes.

A dificuldade em desmontar uma embalagem pode inviabilizar a reciclagem por não prever o alto custo de mão-de-obra. Por ganharem pela venda de quantidade de materiais, o custo do tempo para desmontar uma embalagem pode inviabilizar a sua reciclagem.

Uma das causas para esse problema são embalagens produzidas com multimateriais, onde individualmente são recicláveis, mas por serem difíceis de separa acabam não sendo descartados.

Vejam um exemplo comum de uma embalagem multimaterial:

Cada parte da embalagem é uma material diferente. O lacre, por exemplo, além de ser de uma material diferente do frasco, por ser pequeno, ele se perde no caminho para a reciclagem e acaba indo para o lixo comum. O rótulo, pode até ter sido feito de papel, mas muito provavelmente ele não será reciclado por causa do adesivo usado.

Por isso é necessário que cada vez mais se reduza a quantidade de materiais usados na embalagem, desde que não prejudique o produto, para facilitar a desmontagem. Se não for possível a redução de materiais que pelo menos eles sejam fáceis de desmontar.

Vejam um exemplo de embalagem que reduziu a quantidade de materiais conforme a sua evolução:

O Design para Desmontagem maximiza as fontes de reciclagem e minimiza a potencialidade de poluição de produtos.

Algumas dicas para o Design para Desmontagem de embalagens.

  • Selecionar materiais tendo em consideração os impactos futuros e que tenham um alto valor para a reutilização e reciclagem.
  • Projetar conexões que sejam acessíveis visualmente, fisicamente e ergonomicamente aumentando a proteção e segurança dos trabalhadores da reciclagem.
  • Minimizar ou eliminar as ligações químicas como por exemplo as colas.
  • Dar preferência para conexões mecânicas
  • Dar preferência à separação mecânica ao invés da elétrica e hidráulica diminuindo etapas de produção, podendo as peças serem facilmente separadas nas cooperativas de reciclagem.
  • Considerar os equipamentos mecânicos padrões que são utilizados na reciclagem, ou a falta deles.
  • Ser simples na estrutura e forma facilitando a sua construção e desmontagem.
  • Intercambiar materiais e sistemas que apresentam princípios de modularidade, independência e normalização facilitando a reutilização.
  • Seguro na desmontagem permitindo a segurança dos trabalhadores envolvidos reduzindo riscos.
  • Documentar e testar formas possíveis de desmontagem.

Fonte:

DfD Design for Disassembly in the built environment: a guide to closed-loop design and building em pdf

Comentários (1)

replenish4

Tags: , , ,

Replenish – embalagem com encaixe para refil

Postado em 26 outubro 2010 por Elisa Quartim

A Replenish, uma linha de produtos de limpeza multifuncionais dos EUA, desenvolveu uma embalagem inovadora para vender seus produtos concentrados.

Em uma análise eles perceberam que apenas 5% do antigo produto era realmente o limpador e o resto era apenas embalagem e água.

Para focar a venda do produto concentrado, e não da água ou embalagem, eles desenvolveram um frasco onde o refil se encaixa em sua base, podendo ser usado atá 4 vezes para uma garrafa o mesmo refil. Basta o usuário encaixar na base, encher de água, e usar o produto.

Com essa mudança na embalagem e na forma de vender o produto eles reduziram em 90% o uso de plástico e a emissão de CO2 em comparação com o antigo.

Além disso o produto é feito com ingredientes que não contaminam os oceanos por serem biodegradáveis. Além de ser 2X mais potente na limpeza.

Vejam o vídeo abaixo com a demonstração do produto:

Produtos concentrados não tem muita tradição no Brasil, mas com a preocupação do uso da água esse caminho tem sido uma tendência mundial para os produtos de limpeza. Poucas vezes conseguem reunir tão bem design com esse conceito. Acabam pensando o refil e o produto principal como coisas diferentes. Embalagem refil não precisa ser feia, e sim deve ser prática.

Fonte: http://www.myreplenish.com/

Comentários (5)

pg_sustainable_era_design2

Tags:

Livro – Product Design in the Sustainable Era

Postado em 22 outubro 2010 por Elisa Quartim

Foi lançado recentemente o livro da editora Taschen “Product Design in the Sustainable Era”.

Ele mostra produtos sustentaveis ao redor do mundo (brasileiros inclusive). A curadoria do livro foi feito pelo designer brasileiro por Dalcacio Reis.

O livro reúne mais de 180 desses projetos inovadores e premiados em mais de 20 países, lançada por escritórios de design e empresas líderes mundiais, incluindo a IDEO, IBM e New Deal Design. Entre projetos apresentados, há muitos conceitos e protótipos, mas também muita coisa já existente no mercado ou pronta para entrar. Os produtos selecionados são focados na otimização de recursos (energia, água e matérias primas) e também na mudança de comportamento e em pilares sociais.

Vejam 2 exemplos de embalagens apresentadas no livro abaixo.

Sobre o autor:
Dalcacio Reis nasceu no Brasil e trabalhou como designer de produto no Rio de Janeiro antes de se juntar a Ana Couto Branding & Design. Depois de gerir vários projectos na América Latina, Reis fez um MBA em Negócios Sustentáveis, a fim de desenvolver projetos para uma nova era de desenvolvimento de produtos e comportamento do consumidor.

Sobre o editor:
Julius Wiedemann nasceu no Brasil, estudou design gráfico e marketing, e foi editor de arte para revistas digitais e design em Tóquio. Escreve para mídas vários veículos como Illustration Now!, Advertising Now, Logo Design, and Brand Identity Now!

Vejam a entrevista com Dalcacio na Revista abcDesign:
http://abcdesign.com.br/design-de-produto/entrevista-dalcacio-reis/

Fonte:
http://www.taschen.com/

Comprem o livro aqui:
http://www.livrariacultura.com.br/scripts/cultura/externo/index.asp?id_link=9094&tipo=25&nitem=22164786

Comentários (1)

Design Sustentável ou Ecodesign?

Tags: , ,

Design Sustentável ou Ecodesign?

Postado em 21 outubro 2010 por Elisa Quartim

Ecodesign é a mesma coisa que design sustentável? E green design? Muitas dúvidas surgem quando começamos a estudar o assunto, inclusive alguns autores ou sites na internet acabam confundindo os termos – por isso vou tentar esclarecer um pouco esses termos que é a base deste blog.


Reutilização de uma lâmpada como vaso desenvolvido pelo escritório argentino Minimahuella.

Leia mais

Comentários (1)

eBay box2

Tags: , ,

eBay Box – caixa retornável

Postado em 18 outubro 2010 por Elisa Quartim

O eBay, famoso portal de intermediação de vendas de objetos do mundo, está lançando a eBay Box. O projeto piloto anunciado pelo Green Team do eBay promove uma embalagem desenvolvida especialmente para ser reutilizada.  A ideia é que cada embalagem seja reutilizada por no mínimo cinco vezes no envio de produtos negociados através do site.

As novas embalagens são feitas com papelão ondulado 100% reciclado e com certificação FSC (Conselho de Manejo Florestal, entidade que atesta o uso correto de materiais celulósicos).

Criada pelo Green Team, um departamento da empresa dedicado à criação de práticas mais sustentáveis, a caixa apresenta espaços para que os usuários escrevam pequenos relatos, ajudando a construir crônicas sobre o uso de cada embalagem. As histórias das eBay Boxes serão documentadas numa página da internet ( thebox.ebay.com).

Eles calculam que se toda caixa for reutilizada no mínimo cinco vezes, evitaram que quase 4 000 árvores sejam cortadas, irão economizar 9 milhões de litros de água e conservar energia suficiente para abastecer 49 casas por um ano.

Um programa-piloto pretende distribuir 100 000 unidades nos Estados Unidos e premiar com um cupom de 1 dólar quem ajudar a monitorar o reuso das embalagens.

O design gráfico da embalagem é lindo. As imagens criam uma ligação emocional. O fato do histórico da embalagem ficar na embalagem cria um maior envolvimento com o processo. As imagens das caixas, quando juntas, formam uma grande árvore comunicando bem a mensagem de “verdes” que querem passar.

Os gráficos e imagens são impressos em 2 cores, porém acabam usando muito mais tinta do que o usual. Além de aumentar o valor do custo da caixa, quando descartado, será muito mais tinta que irá para o meio ambiente.

Uma boa ideia para esse tipo de embalagem é poder reutilizar a embalagem usando os 2 lados como esse exemplo da Salazar Packaging.

No mais, sempre que possível, qualquer embalagem pode ser reutilizada, basta usar o bom senso.

Comentários (0)

blog-action-day

Tags: , ,

Blog Action Day 2010 – Água limpa e potável

Postado em 15 outubro 2010 por Elisa Quartim

Um evento anual, realizado sempre no dia 15 de outubro, que reúne blogueiros do mundo inteiro e propõe que todos postem, no mesmo dia, sobre um determinado assunto. Este é o Blog Action Day, que visa a discussão global de temas de interesse da humanidade e em 2010 traz como assunto a Água.

O Blog Action Day traz este tema para que seja debatido o acesso da população à água limpa e potável, visando criar uma conscientização mundial sobre o tema, considerando que atualmente cerca de um milhão de pessoas no mundo não tem acesso à água própria para consumo.

Atualmente, 3,6 milhões de pessoas morrem a cada ano porque não têm água potável para beber e cada dia 4.000 crianças menores de 5 morrem de prevenção, doenças transmitidas pela água.

Um relatório da TriplePundit diz que nos últimos 10 anos, o consumo per capita de água engarrafada nos EUA dobrou e agora bebe uma média de 200 garrafas por pessoa a cada ano.

Assim, enquanto milhões de pessoas em todo o mundo não têm acesso a água potável, as pessoas que tem acesso à água de torneira segura e barata fluindo livremente, preferem pagar desnecessáriamente mais por água água engarrafada.

O Brasil, por ter o costume de armazenar água em caixas d’água, melhor consumir a água fervida ou filtrada em casa, ao invés de comprar engarrafada.

Annie Leonard, que criou o vídeo na internet “The Story of Stuff” e recentemente lançou um livro com o mesmo nome, lançou um novo curta, “A História de água engarrafada”. Leonard ilustra como a indústria de água engarrafada faz para nos convencer a comprar suas garrafas de plástico, decorado com montanhas cobertas de neve, apesar dos custos ambientais e econômicos.

Food and Water Watch relata que 17 milhões de barris de petróleo são necessários para produzir todas as garrafas plásticas de água usadas nos EUA a cada ano – e 86% delas nunca será reciclado.
E o que muitos consumidores não sabem é que um terço da água engarrafada nos EUA é da mesma fonte que a água da torneira.

Você pode ver filme de Leonard aqui:

Que tal ao invés de usar garrafas descartáveis de plástico comprar uma que seja reutilizável para ter a mesma praticidade mas sem o mesmo impacto no meio ambiente. Vejam alguns exemplos que já foram postados aqui:

Kor One

Tap Water

Vapur

Water Bobble

Bamboo Bottle

Comentários (0)

biblioteca-MARIO-doação

Tags:

Coleção Quattor de Embalagem na biblioteca Mário de Andrade

Postado em 15 outubro 2010 por Elisa Quartim

A coleção Quattor de embalagem já está disponível na Biblioteca Mário de Andrade para empréstimo.

A escolha da biblioteca foi definida no dia 30 de setembro pelas pessoas que participaram da enquete. O blog embalagem sustentável, representado por Elisa Quartim, fez a doação no dia 8 de outubro.

Localizada no coração do Centro de São Paulo, a Mário de Andrade é uma grande oportunidade para você ter contato com um acervo de 42 mil livros para empréstimo.

A Biblioteca é também um ótimo lugar para estudar. Os visitantes encontrarão agora 130 lugares e mesas, além de um grande balcão. O espaço ganhou também um novo acervo, sobre a cidade de São Paulo, que conta com mil livros que abordam o tema, disponíveis para consulta.

A Biblioteca Mário de Andrade fica na Av. São Luis, 235 – Centro. Se você for de metrô, desça na estação Anhangabaú. Funciona de segunda à sexta, das 8h30 às 20h30, e aos sábados, das 10h às 17h.

Acesse o site da Prefeitura de São Paulo e confira mais informações – http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/bma/

Comentários (0)

Senninha _Cepera

Tags: , ,

Embalagem/brinquedo – multifuncional e educativo

Postado em 11 outubro 2010 por Elisa Quartim

As funções básicas da embalagem são conter, proteger, vender e transportar. Porém cada vez mais empresas e designers estão encontrando novas funções para a embalagem para prolongar o seu ciclo de vida e evitando o descarte imediato. Uma das formas é transformá-la em um brinquedo.

A embalagem/ brinquedo tem sido muito utilizada como um incentivo de vendas para as crianças e acabam convencendo os pais a comprarem o produto. Mas o que poucas vezes é pensado que se for bem feita, além de evitar o descarte imediato, pode ser uma forma de incentivar a criança a brincar mais e desenvolver novas habilidades.

Embalagem/brinquedo de montar

Um bom exemplo disso é a embalagem Y-Water desenvolvida pela Fuseproject.

Y Water é uma água aromatizada infantil onde a embalagem pode ser reutilizada pelas próprias crianças para projetos criativos de construção.

Embalagem/brinquedo para ensinar

As embalagens da linha Naturé da Natura foram desenvolvidas para mostrar às crianças a importância da água.

As caixas dos produtos, feitas em papel, podem virar teatrinhos, jogos da memória e vários outros brinquedos.

Embalagem/brinquedo/carrinho

Caixas e embalagens naturalmente já se transformavam em carrinhos no imaginário das crianças. Alguns produtos perceberam isso e resolveram agregar uma marca licenciada à uma segunda função de brinquedo.

Uma delas é a embalagem de xampu da Hot Wheels produzida pela Biotropic Cosmética.

A embalagem, com rótulo termoencolhível, tem o formato de um carrinho. Além disso a embalagem promocional com 2 xampus é um caminhão, sendo mais um brinquedo. O design é da VY2.

Outrou exemplo de embalagem/carrinho são as embalagens de Ketchup e Mostarda Cepêra da linha Senninha.

Além de ser uma embalagem/brinquedo parte do das vendas são revertidas aos programas desenvolvidos pelo Instituto Ayrton Senna, que garantem educação de qualidade a meninos e meninas. O design das embalagens foi desenvolvido pela agência Plano Design e Propaganda.

Brinquedos criados com embalagens pelas crianças

Além das embalagens que já foram projetadas qualquer uma pode virar um brinquedo. O adulto pode incentivar isso oferecendo como uma opção de brincadeira. Os pequenos vão precisar de auxílio garantindo assim a sua segurança, mas os maiores podem descobrir um mundo totalmente novo que vem de uma fonte fértil e criativa que é a sua imaginação.

Vejam alguns exemplos aqui.


Comentários (2)

Dica Sustentável – Design inclusivo para deficientes visuais

Tags: ,

Dica Sustentável – Design inclusivo para deficientes visuais

Postado em 07 outubro 2010 por Elisa Quartim

O design tem a função de suprir as necessidades das pessoas, porém acabam nivelando essas pessoas pela média, todos com boa saúde e sem nenhuma dificuldade de comunicação. As pessoas que saem da estatística acabam sendo prejudicadas e se sentindo fora desse grupo e acabam ficando dependentes de outras pessoas que estão na media estudada.

Embalagens para deficientes visuais

As pessoas de baixa visão ou com algum tipo de deficiência visual, faz parte desse grupo que não é considerado na hora do desenvolvimento das embalagens. Os textos com os ingredientes em letras minúsculas podem fazer com que uma pessoa com esse tipo de dificuldade de leitura consuma o produto e corra o risco de ter alguma reação alérgica.

No caso dos remédios a Anvisa determina a obrigatoriedade do nome do remédio em braile nas caixas, além da inclusão de informações sobre conservação e prazo de validade do produto após a abertura. O objetivo da medida é tornar os rótulos de medicamentos mais claros e úteis à sociedade.

Mas no caso de outros produtos de consumo poucos fabricantes se preocupam em colocar as informações em Braile. No caso dos cartuchos de papel não há motivo para isso acontecer pois a tecnologia hoje para a impressão em braile está acessível e pode ser aplicado a curto prazo.

Um exemplo completo nesse sentido é o um projeto conceitual da designer Andrea Zeman de embalagens de temperos. Ela conseguiu através de efeitos táteis, como formas e texturas, uma diferenciação de produto para os deficientes visuais, além do texto em braile.

Já os cartuchos das embalagens da Taeq, além de usarem o papel reciclado obtido nas lojas da rede Pão de Açúcar (leia sobre a logística reversa), é uma das poucas empresas que coloca o texto em braile em suas embalagens de papel.

Algumas dicas de design inclusivo:

  • Formas diferenciadas – A forma é muito importante. Os cegos acabam desenvolvendo uma sensibilidade muito grande no tato e conseguem detectar as mínimas diferenças.
  • Texturas – É tão importante quanto a forma.
  • Texto Braille – É a maneira mais fácil e mais lógica para diferenciar as embalagens.
  • Orientação espacial – a embalagem não deve ficar limitada apenas a uma parte de uma área para  chamar a atenção na gôndola. Ela deve ser capaz de se movimentada e guardada em qualquer lugar.
  • Letras legíveis – Informações importantes como ingredientes que podem causar alergia devem ficar em destaque para que possa ser lido com facilidade.
  • Instruções de uso – devem ser claras e se possível utilizar ícones para facilitar a leitura.

Comentários (0)

Advertise Here

Assine

Insira seu endereço de email nos campos abaixo:
Newsletter Embalagem Sustentável

 
Receba atualizações do site via FeedBurner

Grupo EmbalagemSustentavel
Nossa lista de discussão no Yahoo!
* Embalagem Sustentável é contra spam

Veja também