Archive | abril, 2010

1L-Bottlewebline3

Tags: ,

H2Om – água com intenção

Postado em 30 abril 2010 por Elisa Quartim

É uma água mineral sem aromatizantes ou aditivos. Cada garrafa promove “Energia positiva para as pessoas e para o planeta”. O slogan “mentalize enquanto bebe” inspira as pessoas a usarem as palavras do rótulo como um lembrete para criar a sua própria intenção.
A garrafa é feita com material 100% reciclado, sem BPA (bisfenol-a) e sem Phlalate. Uma das primeiras embalagens a ter um rótulo interativo. em cada rótulo vem impresso uma palavra escrito em várias linguas para inspirar as pessoas a colocar uma inteção ao beber a água.

Além de ter certificação Carbon Free, mostrando sua preocupação com os gases do efeito estufa na sua produção.

Eles também vendem em garrafa de 1 litro com todas as intenções impressas e uma garrafa reutilizável com o mesmo conceito.


Fonte: http://www.h2omwater.com/

Comentários (0)

primeiro_ideia_postal(interno)

Tags:

Curso de Embalagens Flexíveis do Instituto de Embalagens

Postado em 28 abril 2010 por Elisa Quartim

Um dos caminhos para a sustentabilidade nas embalagens é otimizar os recursos já existentes. E apenas conhecendo e nos informando, é que poderemos escolher o melhor material para a embalagem de um produto.

A partir de hoje, o blog Embalagem Sustentável e o Instituto de embalagens inciam uma parceria para juntos melhorarmos a qualidade deste blog.

O  trabalho do Instituto de de Embalagens consiste na coordenação e na realização de estudos, cursos, encontros e treinamentos, além de pesquisas sobre embalagens e no desenvolvimento e promoção das embalagens amigas do meio ambiente, colaborando assim para a melhoria da qualidade de vida e a recuperação da saúde do planeta.

Semana que vem inicia o primeiro curso do Instituto de Embalagens desse ano. O curso de “Embalagens Flexíveis”.

A embalagem plástica flexível (definição da ABIEF)

“Embalagens plásticas flexíveis, por definição, são aquelas cujo formato depende da forma física do produto acondicionado e cuja espessura é inferior a 250 micras. Nessa classificação, enquadram-se sacos ou sacarias, pouches, envoltórios fechados por torção e/ou grampos, tripas, pouches auto-sustentáveis (stand-up-pouches), bandejas flexíveis que se conformam ao produto, filmes encolhíveis (shrink) para envoltórios ou para unitização, filmes esticáveis (stretch) para envoltório ou para amarração de carga na paletização, sacos de ráfica etc.
Os materiais flexíveis incluem, ainda, selos de fechamento, rótulos e etiquetas plásticas. Destacam-se pela relação otimizada entre a massa de embalagem e a quantidade de produto acondicionado, além da flexibilidade que oferecem ao dimensionamento de suas propriedades.
A possibilidade de combinação de diferentes polímeros para obtenção de propriedades balanceadas, que atendam a requisitos econômicos, ambientais e de conservação e comercialização de produtos é uma das grandes vantagens competitivas das embalagens plásticas flexíveis.”

As vantagens e desvantages em relação às embalagens flexíveis vocês ficarão sabendo depois que eu terminar o curso.

Maiores informações sobre o curso entrem em contato com o Instituto de Embalagens http://www.institutodeembalagens.com.br/

Comentários (0)

tam_large

Tags:

Embalagens de bagaço de cana nas refeições da TAM

Postado em 27 abril 2010 por Elisa Quartim

Algumas rotas internacionais feitas pela TAM Linhas Aéreas, na classe econômica começam a utilizar embalagens biodegradáveis para as refeições. As embalagens plásticas serão substituídas por recipientes feitos de bagaço de cana-de-açúcar.

O desenvolvimento do novo material foi feito em parceria com a empresa LSG Sky Chefs, fornecedora de catering aéreo. O objetivo é reduzir em 47% o uso de plástico.

Os biodegradáveis serão utilizados nas bandejas, caçarolas completas e saladeiras.
Os voos que receberão inicialmente os novos recipientes são das rotas na América do Sul.

Fonte: http://colunistas.ig.com.br/guilhermebarros/

Comentários (5)

syreen

Tags:

The Syreen – embalagem para seringa

Postado em 26 abril 2010 por Elisa Quartim

O escritório de Design de Produto Cambridge Consultants desenvolveu uma nova embalagem para seringas que pode mudar para sempre a forma como os remédios são entregues aos pacientes, o Syreen. Envolvido por um polímero amorfo de plástico que atua como um invólucro de protecção. Ele elimina a necessidade de uma embalagem exterior extra, normalmente exigidas pelas seringas de vidro.

Syreen irá cortar o volume de embalagem pela metade e seu peso será reduzido em 30%. Uma grande melhoria para uma indústria que produz mais de dois milhões de toneladas de resíduos médicos por ano, e cerca de 6.600 toneladas por dia.

O Syreen é altamente eficaz e fácil de usar. Seu design curvilínio exclusivo vai reduzir os acidentes com o furo de agulha, e um processo de injeção segura e menos provável de contaminação.

http://www.cambridgeconsultants.com/news_pr265.html

Comentários (0)

tomsCreationPlant

Tags:

ECOpack para embalagem de DVD

Postado em 25 abril 2010 por Elisa Quartim

A Korduroy TV desenvolveu para o DVD do documentário “Tom’s Creation Plantation”, uma embalagem dentro dos princípios de sustentabilidade.

É uma embalagem de papel 100% reciclado (50% pós consumo), impresso com tinta à base de vegetais. Ao invés da base tradicional de plástico a embalagem tem um bolso para acomodar o DVD.

A embalagem foi feita em parceria com a GreenerPrinter. Baseada na Califórnia, é uma gráfica com várias certificações ambientais onde seus produtos são impressos apenas com papel reciclado e com tinta à base de soja e de vegetais.

http://www.korduroy.tv/2010/announcing-ecopack

Comentários (5)

todynho1-227×300

Tags: ,

Toddynho passa mensagem errada em embalagem

Postado em 19 abril 2010 por Elisa Quartim

Já havia postado aqui antes a iniciativa da Pepsi em colocar em suas embalagens o tema de educação ambiental para as crianças. Mas parece que eles se perderam no meio do caminho.

Como mostrou bem Carolina Meyer, do blog 4P do portal da revista Exame, eles se equivocaram nessa embalagem.

Antes de tudo leiam a embalagem.

Reparem na imagem acima. Pelo sentido da leitura e hierarquia das fontes (ou letras), o “Desmatando florestas” vem logo em seguida ao “É divertido ajudar o planeta”. Ou seja, a mensagem transmitida é oposta ao que se pretende. Nosso primeiro impulso é ler “É divertido ajudar o planeta desmatando florestas”?!!!

Só depois de prestar muita atenção à caixinha é que se percebe um selinho de “isso não se faz” à direita dentro de um círculo vermelho, que some em cima do marrom.

Isso sem falar no erro de português (vamos lembrar que se trata de um produto direcionado ao público infantil). “Reciclar 1 tonelada de papel poupam quantas árvores?”. Não seria “poupa”?

Essas são os erros mais gritantes, mas existem outros problemas que também podem ser mal interpretados. O porquinho malfeitor aparece com um cigarro na boca e a árvore da direita parece assobiar como se quisesse disfarçar o ocorrido, num claro sinal de constrangimento. Ela seria uma cúmplice?. Ela não deveria estar feliz por impedir o desmatamento?

Ou seja,devemos tomar muito cuidado ao comunicar qualquer coisa na embalagem. A leitura em gôndola é muito rápida e não há tempo para transmitir informações confusas. O consumidor receberá essa informação com ruído e não vai comprar o produto.

Vejam algumas dicas de como comunicar a sustentabilidade na embalagem:

  • Diga a verdade
  • Usar as qualificações de forma clara e visível
  • Certifique se o consumidor pode compreender claramente o significado por trás das chamadas
  • Use chamadas (claims) específicas – não faça grandes chamadas ambientais
  • Não exagerar atributos de um produto
  • Ter provas confiáveis como backup para ter crédito
  • Distinguir entre produto, embalagem ou serviço
  • Identificação da matéria-prima de todos os componentes;
  • Falar das características da nova embalagem e os ganhos ambientais conquistados;
  • Uso adequado da embalagem
  • Mostrar formas de reaproveitamento da embalagem
  • Mostrar forma de desmontagem e destinação adequada.

Fonte:

http://portalexame.abril.com.br/

Comentários (1)

Puma3

Tags: , , ,

Embalagem tênis Puma

Postado em 16 abril 2010 por Elisa Quartim

A Puma desenvolveu junto com o designer Yves Béhar da fuseproject, uma nova embalagem para o seu tênis. Eles repensaram a maneira como os milhões de pares de sapatos que vende a cada ano são embalados. Menos embalagens significa menos matérias-primas, menor uso de água e energia para produzir, e menos peso para os navios e menos material para ser descartado.

‘Clever Little Bag’ tem a estrutura formada por uma folha simples de papelão que vem dentro de uma sacola reutilizável.

Quando o papelão é fechado, fica uma divisão entre um  tênis e outro protegendo o produto e evitando colocar um papel para essa função.

A embalagem protege cada par de sapatos de danos, desde a fábrica até o consumidor – gerando economia na produção, devido à menor quantidade de material usado, reduzindo o peso durante o transporte e eliminando a necessidade de sacolas de plástico extra.

Essa nova solução eles irão reduzir significativamente a quantidade de resíduos e as emissões de CO2 em comparação às embalagens de produtos tradicionais, tais como caixas de sapatos e sacolinhas plásticas.

Como resultado da redução de 65% de papel eles irão reduzir na produção mais de 60% ao ano  de água, energia e consumo de diesel. Em outras palavras: deixarão de ser consumidos 8.500 toneladas de papel, economia de 20 milhões de megajoules de energia, 1 milhão de litros a menos de óleo diesel usado. Durante o transporte, 500.000 litros de diesel é economizado.

Vejam o o video:

Fonte:

http://vision.puma.com/

http://www.fuseproject.com/products-47

Como resultado,

Comentários (4)

banner

Tags:

Curso Fundamentos em Design Sustentável no Abril com idds

Postado em 16 abril 2010 por Elisa Quartim

O evento anual “Abril com idds” lança o tema de 2010: “Co-Design – Juntos, projetando a sustentabilidade!” através do curso “Fundamentos em Design Sustentável”.

Este ano, o curso terá um formato especial, atendendo a sua temática anual.

Durante a abertura, Alastair Fuad-Luke, um dos mais reconhecidos profissionais da sustentabilidade, autor do Best Seller “The Eco-design Handbook” e criador da ferramenta “co-design loop”, fará uma breve apresentação via internet.

Em setembro de 2010, o idds irá trazer Alastair para o Brasil, dando continuidade ao curso “Fundamentos em Design Sustentável”, ao “Abril com idds” e a temática anual, realizando uma série de palestras e workshops.

PÚBLICO–ALVO:
Profissionais e Estudantes de Design, Engenharia, Gestão Ambiental, além de Empresários, Administradores e interessados no tema

QUANDO:
26, 27, 28 de Abril de 2010

ONDE:
idds / São Paulo, R. Bela Cintra, 409

INVESTIMENTO:
R$ 400,00 à vista ou em 2 X 200,00.
7% de desconto para 2 ou mais inscrições.
“Descontos especiais para alunos da Escola Panamericana de Arte”

Os inscritos no curso “Fundamentos em Design Sustentável” 2010, terão descontos nas atividades de setembro ligadas ao “Abril com idds”.

MAIS INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES:
http://www.idds.com.br

Comentários (0)

wer1

Tags:

Wer – Embalagem 2 em 1

Postado em 13 abril 2010 por Elisa Quartim

Mais uma interessante ideia desenvolvida pelo aluno do professor Sylvain Allard, Alexandre Michaud, do site UQAM.

O objetivo era desenvolver uma embalagem que agrupasse dois produtos em uma abordagem inspirada no princípio dos 3R (Reutilizar, Reciclar e Reduzir).

Alexandre Michaud essa embalagem com duas bolsas contendo um gel e um hidratante  corporal para homem. Com esse conceito ele conseguiu reduzir ao máximo o material utilizado, ocupa pouco espaço e acaba sento uma embalagem prática por ser 2 em 1.

A palavra Wer significa homem em inglês antigo.

Senti falta de uma alça para pendurar ou algo parecido, pois ela acaba sendo uma embalagem instável podendo cair na gondola do supermercado e na pia do banheiro. E no site ele não explica como seria a tampa, pois se ela não for dosadora pode haver um grande desperdício de produto.

Fonte: http://packaginguqam.blogspot.com/

Comentários (4)

coisas-feitas-de-pneu-usado

Tags:

Casa de garrafas

Postado em 07 abril 2010 por Elisa Quartim

O escultor argentino Tito Ingenieri construiu uma casa enorme usando somente garrafas de cerveja e sucata. Segundo ele, a construção usou mais de 6 milhões de garrafas, que foram coletadas ao longo de 19 anos.

Na Argentina, a maior parte desse tipo de garrafa de vidro é retornável, por isso ele procura usar garrafas abandonadas ou as que não são retornáveis. Ele recolhe o material das ruas e de alguns vizinhos que guardam para dar a ele.

Além da casa com garrafas, ele produziu também algumas esculturas e objetos feitos a partir do lixo. Vejam alguns exemplos abaixo ou vejam mais na matéria da TuVerde.com.

O vídeo abaixo, da Ecoideas.net, mostra Ingenieri recolhendo as garrafas e algumas técnicas que tem utilizado na sua construção. Ele garante que pode ensinar qualquer um a construir uma casa como a sua. Quem estiver disposto a aprender pode entrar em contato com ele através da sua home page.

Fonte:

http://blog.embalagemmarca.com

Comentários (1)

Advertise Here

Assine

Insira seu endereço de email nos campos abaixo:
Newsletter Embalagem Sustentável

 
Receba atualizações do site via FeedBurner

Grupo EmbalagemSustentavel
Nossa lista de discussão no Yahoo!
* Embalagem Sustentável é contra spam

Veja também