Bate papo sobre #EcoDesign

Postado em 27 novembro 2009 por Elisa Quartim

Dia 25 de novembro participei de um bate papo organizado pela Carol Hoffmann (@carolhoffmann) do Blog Amenidades do Design sobre Eco Design via twitter. Participou também do bate papo a Ana Camargo (@AnaCamargo) do blog Branding 3.0 da Tátil Design. Tivemos também a participação de outros twitteiros como @logobr, @changzer e @gelserravalle.

Uma nova forma de se discutir idéias e que deu muito certo.

A Carol fez uma edição do papo, que vou reproduzir aqui.

@carolhoffmann – Para iniciarmos será que poderiamos listar os principios que consideram mais importantes a projetos eco?

@elisaqb – Podemos falar do tripé da sustentabilidade econômico, social e ambiental. Tudo surge daí.

@branding30 – Alguns principios que são encontrados em todos projetos da natureza; ciclo, óptimo, interdependencia

@carolhoffmann – Ótimo !! Vcs podem falar um pouco sobre cada um em tweets separados.

@elisaqb – Ambiental. O produto deve pensar em seu impacto desde a produção até o pós consumo.

@branding30 – Ciclo na natureza é o conceito que cada percurso está conectado ao próximo, de forma eterna.

@carolhoffmann – Ciclo – podemos definir como ciclo de vida do produto, certo?

@elisaqb – Isso mesmo!

@branding30 – No design, podemos dizer que o ciclo se refere ao ciclo de vida do produto.

@elisaqb – O ideal seria um ciclo infinito, que chamam do berço ao berço.

@branding30 – Mas é bem mais do que isso, é também a forma como ele entra em contato com usuários, lugares, materiais.

@carolhoffmann – Elisa cita o carater ambiental que ao meu ver equivale ao ciclo de vida do produto, certo?

@elisaqb – Geralmente para se calcular o ciclo de vida visa mais o lado ambiental

@branding30 – Uma análise de ciclo de vida de um produto também deve contemplar o social e econômico, os outros dois pés.

@elisaqb – Esse calculo pode focar em um ou mais aspectos ambientais, como emissão de gases, energia, etc

@branding30 – toxinas que fazem mal a pessoas, principios economicos que nao respeitam economias locais .

@elisaqb – Mas nada adianta se não for viável econômicamente e inacessível para a maioria das pessoas

@elisaqb – Ou se usar uma matéria prima de uma região que utiliza trabalho infantil para sua extração.

@branding30 – exatamente, elisa

@elisaqb – O designer tem a obrigação de pensar na funcionalidade para que não haja desperdício.

@carolhoffmann – Concordo com a Elisa, projeto deve ser pensado para não gerar desperdicio .

@elisaqb – Na hora do consumo é muito importante informar como foi fabricado, para ter critérios de escolha.

@branding30 – um dos principios mais importantes, eu acho, é a interdependência…

@branding30 – tudo está conectado a tudo!!! e é disso que temos que lembrar em toda criação

@carolhoffmann – neste caso a ana acabou de definir a interdependência, certo? Que ocorre em todo o ciclo, do berço ao berço .

@branding30 – somos responsáveis por todas nossas criações!

@branding30 – vejo muito nosso papel como os designers de novos serviços, maneiras de consumir, ideais.

@carolhoffmann – Vamos dar dicas práticas para os designers que estão nos acompanhando.

@branding30 – visitem designers accord, e leiam dicas, artigos, e livros que podem ajudar praticamente.

@carolhoffmann – Sempre questionar todo o processo de fabricação e o ciclo de vida do produto.

@carolhoffmann – Fale um pouco mais sobre as maneiras de consumir que citou, Ana.

@branding30 – porque comprar um celular a cada seis meses?

@elisaqb – A vantagem que vejo nesses novos aparelhos é que unem várias coisas em um objeto só, economizando material.

@branding30 – prefiro que os designers da nokia, por exemplo, joguem toda sua criatividade num aparelho incrível.

@branding30 – com o qual eu terei uma enorme conexão emocional, e por isso não vou querer descartá-lo com facilidade

@carolhoffmann – Concordo, o aparelho deve durar anos …

@branding30 – e pro qual a nokia pode me vender upgrades de tempos em tempos, criando uma relação de fidelização

@elisaqb – Em um futuro mais sustentável, a venda de serviços será a grande vantagem

@elisaqb – Assim teremos aparelhos atualizados sem consumo de material.

@branding30 – desenhando serviços, cria-se uma relação de negócios mais forte entre o consumidor e a nokia.

@carolhoffmann – Esta questão do celular é exatamente a tradução do criterio: Extender a vida util do produto

@branding30 – além de economizar material, se as pessoas jogam fora menos aparelhos, temos menos resíduos.

@carolhoffmann – e não devemos esquecer as embalagens! Devemos evitar excessos e tentar estender a vida util delas tambem.

@elisaqb – e podemos fazer isso questionando se a quantidade de embalagem utilizada é realmente necessária.

@branding30 – embalagens são grandes vilãs do nosso dia a dia…compõem 30% do nosso lixo!

@elisaqb – Embalagens eficientes não necessitam de sub embalagens

@carolhoffmann – E nós designer somos responsáveis por esse lixo que as embalagens geram…

@carolhoffmann – Todos devem ter mais consciência na hora de criar, evitar embalagens desnecessárias que serão descartadas rapidamente.

@branding30 – vejam a loja Unpackaged na Inglaterra…as pessoas levam suas próprias embalagens

@elisaqb – a loja Unpackaged, mesmo com essa proposta, teve que criar embalagens para guardar e retornáveis

@branding30 – é uma ótima novidade, que simplifica a vida do consumidor e reduz a quantidade de lixo.

@elisaqb – Hoje, não consigo ver um mundo sem embalagens. Temos apenas que melhorá-las

@branding30 – claro, é impossível nos livrarmos delas, né? mas desenharam embalagens mais duráveis.

@carolhoffmann – Mas temos o problema da cultura… Sera que no Brasil a Unpackaged daria certo?

@elisaqb – Acho que não é um problema só do Brasil, é uma mudança de pensamento geral.

@branding30 – eu acho que daria certo se pesasse no bolso…assim como funciona com a proibição de sacos plásticos.

@carolhoffmann – é verdade, na Alemanha funciona porque existem impostos e multas.

@elisaqb – Sobre a loja Unpackaged http://bit.ly/8QdzJ3

@elisaqb – As leis ajudam, mas o ideal seria não precisar delas e cada um fizesse a sua parte.

@branding30 – concordo elisa! apesar de serem consideradas “vilãs” do lixo, tem uma função indispensável.

@branding30 – mas acho importante o papel do governo, já que infelizmente não podemos contar com “a parte” de cada um.

@elisaqb – porém a embalagem reutilizável não pode ser a única solução, lotando casas

@elisaqb – Para ser reutilizável o design tem que ser muito legal para ninguém querer jogar fora.

@changzer – podemos desenvolver a embalagem de maneira que ela mesma seja utilizada como complemento do produto

@carolhoffmann – é esse tipo de pensamento que devemos ter como designers

@branding30 – para designers grafico, também recomendo design can change http://www.designcanchange.org/

@carolhoffmann – ontem tive um papo com @changzer sobre o uso do papelão transformando produtos em ecológicos.

@carolhoffmann – Sabemos que #ecoDesign não é apenas usar papelão e tintas a base de soja.

@carolhoffmann – Apesar do papelão ser uma materia prima que gera menos residuo no seu processo de fabricação.

@elisaqb – No #ecoDesign tudo depende (uso, descarte, transporte, etc.) temos que pensar em tudo.

@elisaqb – para produtos de longa duração melhor um material mais durável que o papelão

@branding30 – exatamente: #ecodesign também não pode ter apenas uma cara verde. Tem que ter um visual atraente, sempre.

@elisaqb – mas para eventos como o BDW as cadeiras de papelão foram perfeitas http://bit.ly/1GA7pc

@carolhoffmann – Essa exploração exagerada seria um eco wash? o que podemos considerar eco wash?

@branding30 – greenwashing é tentar “esverdear” uma marca, produto ou iniciativa mas de forma totalmente superficial.

@elisaqb – Faltam pessoas organizadas para apontar esses eco washs.

@carolhoffmann – :-) greenwashing, isso mesmo! ;-)

@elisaqb – greenwashing – sinto falta de um termo em português.

@branding30 – alguns sites que falam sobre greenwashing: http://www.greenwashingindex.com/

@branding30 – em inglês também dizem maquiagem verde, pode ser um bom termo para adotarmos ;-)

@carolhoffmann – Para melhorarmos o conhecimento do pessoal: Como podemos definir Design Sustentável?

@branding30 – de muitas maneiras!

@branding30 – é uma forma de projetar e criar levando-se em consideração pessoas e os impactos ambientais da criação.

@elisaqb – Design Sustentável – É um conjunto de ferramentas, conceitos e estratégias que visam desenvolver produtos e soluções mais sustentáveis.

@elisaqb – Definição visual do que é design sustentável no idds http://bit.ly/7onaCD

@carolhoffmann – vcs conhecem esse livro http://bit.ly/9yoS5? Considero uma boa leitura para conscientização.

@elisaqb – Esse livro é mais focado no design gráfico. Muito bom. http://bit.ly/7IJUf5

@carolhoffmann – pensar sobre esses acessórios ou objetos é função nossa, função exatamente do designer in reply to @riccardobenetti

@gelserravalle – O que vocês tem a dizer sobre a ênfase que se tem dado aos derivados de bamboo?

@branding30 – acho que nenhum material é a única solução para um design mais sustentável in reply to gelserravalle

@carolhoffmann – Vale a mesma máxima do papelão, depende do uso e não vale desmatar para plantar a materia prima in reply to @gelserravalle

@carolhoffmann – O @changzer indica este para saber + requisitos ambientais de produtos industriais http://twitpic.com/qvyrc

@elisaqb – Esse livro é um dos mais citados. A bíblia! http://twitpic.com/qvyrc in reply to changzer

@carolhoffmann – Para finalizar vou colocar algumas definições para o pessoal, complementem por favor.

@carolhoffmann – #ecoDesign é um meio de reduzir ou eliminar impactos ao meio ambiente, substituindo produtos e processos por outros menos nocivos.

@carolhoffmann – Use material de baixo impacto ambiental: menos poluentes, não-tóxico, de produção sustentável ou reciclados, ou que requerem menos energia na fabricação.

@carolhoffmann – Escolha processos de fabricação que utilizem menos energia.

@elisaqb – Muito difícil escolher um processo de fabricação. Precisaria de uma análise.

@carolhoffmann – É verdade, cada caso é um caso a ser estudado em particular.

@elisaqb – Usar materiais que sejam de fontes renováveis.

@carolhoffmann – Qualidade e durabilidade: produzir produtos que durem mais tempo e funcionem melhor a fim de gerar menos lixo.

@carolhoffmann – Propor objetos feitos a partir da reutilização ou reaproveitamento de outros objetos.

@carolhoffmann – criar ciclos fechados sustentáveis, como a Elisa disse do berço ao berço.

@carolhoffmann – Para finalizar… Vcs conhecem casos de modularidade no projeto que se encaixem no #ecoDesign ?

@elisaqb – Os móveis do BDW eram modulares e feitos de papelão reciclado.

@changzer – modularidade pode prever atualizações, ótima saida pra #ecoDesign

@branding30 – modularidade, em muitos casos, já é um benefício por ter um processo produtivo melhor e ter usos diversos.

@carolhoffmann – Gente, gostaria de agradecer, acho que nosso bate papo foi super produtivo e informativo para todos, certo?

@branding30 – certíssimo! foi super bacana, carol!

@elisaqb – O bate papo foi ótimo! Carol obrigada pelo convite.

@carolhoffmann – Iniciamos um processo de pensamento coletivo sobre #ecoDesign muito produtivo para todos.

@elisaqb – Vcs podem me encontrar também no @emb_sustentavel e @iddsinfo

@branding30 – Brigada, galera! Vcs podem me encontrar no twitter @branding30 ou no @AnaCamargo

@carolhoffmann – Também gostei muito. Acho que podemos fazer outros destes :-) )

@carolhoffmann – Muito obrigada pela presença de vcs e de todos os que participaram!! :-)

Deixe uma resposta

Advertise Here

Assine

Insira seu endereço de email nos campos abaixo:
Newsletter Embalagem Sustentável

 
Receba atualizações do site via FeedBurner

Grupo EmbalagemSustentavel
Nossa lista de discussão no Yahoo!
* Embalagem Sustentável é contra spam

Veja também