Embalagem de bactéria

Postado em 14 novembro 2009 por Elisa Quartim

 

Bacs-packaging

Não seria ótimo se conseguíssimos nos aproximar da natureza e criarmos embalagens naturalmente biodegradáveis.

Um novo conceito ambicioso chamado Bacs, desenvolvido pela designer Mareike Frensemeier, ficou em terceiro lugar no Cargo Packs 2020, um desafio de projeto promovido por Bayer MaterialScience. Esse material aproveita a bactéria Acetobacter xylinum para se moldar em torno de um objeto. É oferecido para a bactéria um açúcar,  elas metabolizam em glicose e cria uma “rede de nano-fibras de celulose”.

Bacs-packaging1

Com suas fibras super resistentes, esse material pode ser usado para várias aplicações. No estado inicial, sem tratamento, de hidrogel é um hidratante, amortece o impacto e mantém os alimentos frescos por mais tempo.

Bacs-packaging2

Em seu estado seco, oferece um material de embalagem higiênica, na forma de um papel forte,  podendo ser construído diretamente sobre a superfície do produto ou se transformar em uma determinada forma se adaptando ao produto.

A terceira propriedade oferecidos pela Bacs é uma espuma liofilizado que protege produtos sensíveis, com boas propriedades de isolamento e amortecimento.

Embora não se possa dizer se a embalagem de bactéria é um caso de biomimetismo, criando embalagens com formas personalizadas e biodegradáveis à temperatura ambiente pode ser um grande avanço para um setor que tem tanto desperdício.

Bacs propõe a utilização de bactérias para converter a glicose em celulose. O produto resultante, que é produzido com eficiência energética e é ecológico na sua forma de auto-contrução. Pode ser usado como material alternativo de embalagem.

http://www.treehugger.com/

http://www.visionworksaward.com/

Deixe uma resposta

Advertise Here

Assine

Insira seu endereço de email nos campos abaixo:
Newsletter Embalagem Sustentável

 
Receba atualizações do site via FeedBurner

Grupo EmbalagemSustentavel
Nossa lista de discussão no Yahoo!
* Embalagem Sustentável é contra spam

Veja também